Ameaçada por rebaixamento, Chapecoense cogita ex-técnico de Ceará e Guarani

Lisca é conhecido pela mística de salvar o Ceará duas vezes de um rebaixamento que parecia eminente

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 10 (AFI) - Penúltima colocação, três jogos sem vencer e duas derrotas seguidas. Para mudar esse panorama no Brasileirão, a Chapecoense está de olho no mercado para trazer um novo técnico. O nome cogitado é Lisca, o 'Lisca Doido', ex-Ceará e Guarani.

FAMOSO POR SALVAR O CEARÁ

Lisca é conhecido pela mística de salvar o Ceará duas vezes de um rebaixamento que parecia eminente. Primeiro em 2015 durante a Série B, quando o técnico assumiu o clube em outubro, faltando nove rodadas.

Depois, em 2018, voltou com a missão parecida e conseguiu repetir o sucesso, desta vez na Série A.

LISCA SEM CLUBE

Desde que deixou o Ceará nesta temporada, após perder o título estadual para o Fortaleza, Lisca está sem clube.

Ele chegou a ser oferecido à Chapecoense, mas o clube rejeitou.

CHAPE COM INTERINO

Atualmente quem comanda interinamente o Índio Condá é Emerson Cris. Sem conseguir embalar, ele vem sendo questionado internamente e pode estar com os dias contados no clube.

Emerson Cris assumiu como interino após a saída de Ney Franco e tinha a confiança da diretoria para seguir até o final da temporada, mas os resultados não apareceram e uma troca no comando vem ganhando força nos corredores da Arena Condá.

Em sete jogos com Emerson Cris, a Chapecoense perdeu três, empatou três e venceu apenas uma vez: no clássico contra o Avaí, por 1 a 0.

Com o baixo aproveitamento de 28,5% dos pontos, a equipe caiu para a penúltima colocação do Campeonato Brasileiro com 14 pontos, quatro a menos do que o Cruzeiro, primeiro time fora da zona do rebaixamento.