Apresentado na Chape, Henrique Almeida afirma: "É um time que tem a feição do povo”

O jogador chega com status de titular, na equipe comandada pelo técnico Ney Franco

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 19 (AFI) - A Chapecoense apresentou nesta sexta-feira o atacante Henrique Almeida para a sequência do Campeonato Brasileiro. O jogador, que chegou por empréstimo, junto ao Grêmio, até o fim de 2019, ressaltou o lado família da equipe de Santa Catarina, que ganhou muitos adeptos após o fatídico acidente com o avião da LaMia, em 2016.

“É um sentimento muito grande. A Chape é um time muito querido por todo o Brasil, um time que tem a feição do povo, uma torcida que só de você estar na cidade já sente esse abraço caloroso. Então estou muito feliz de estar na Chapecoense e vestir essa camisa. [...] Aqui tem um sentimento muito bom, de família, de grupo. É uma coisa muito legal, porque logo que você chega, já se sente acolhido", afirmou o atacante.

Henrique já realizou trabalhos com o restante do grupo - Márcio Cunha/Chapecoense
Henrique já realizou trabalhos com o restante do grupo

O atleta viveu um de seus melhores momentos na carreira, curiosamente, sob o comando do técnico Ney Franco, por quem foi dirigido durante a conquista do Mundial Sub 20 com a seleção brasileira.

“Os momentos marcantes são os títulos. Acho que cada um deles tem um gostinho especial, mas o título mundial com a Seleção sub-20 foi muito especial. É uma coisa maravilhosa você poder jogar representando o seu país. Foi excepcional. É uma gratificação muito grande atuar pela Seleção Brasileira e ainda ser campeão, artilheiro e melhor jogador", completou.

A Chapecoense arcará com 50% dos salários dos atletas, enquanto a outra metade será custeada pelo Grêmio. Caso ambas as partes optem pela continuidade ao final de 2019, haverá uma nova negociação de valores.

MAIS DE HENRIQUE ALMEIDA
Henrique Almeida tem 28 anos e estava no Belenenses, de Portugal. Fez 19 jogos e marcou cinco gols. Ele foi revelado nas categorias de base do São Paulo e passou por clubes como Vitória, Sport, Botafogo, Bahia, Coritiba e Grêmio.

Há quatro jogos sem vencer, a Chapecoense ocupa a incômoda 18ª posição no Brasileirão, com oito pontos, um do Vasco da Gama, primeiro time fora da zona de rebaixamento.