Follmann não vê como impossível permanência da Chape na Série A do Brasileiro

O ex-goleiro falou sobre a situação da equipe catarinense em entrevista ao Portal Futebol Interior

por Kim Belluco

Chapecó, SC, 20 (AFI) - Ano pós ano, a Chapecoense entra no Campeonato Brasileiro tendo como objetivo permanecer na Série A. Em 2019, não será diferente. O time, hoje comandado por Ney Franco, aparece na zona de rebaixamento. A expectativa é de uma melhora após a parada para a disputa da Copa América. O ex-goleiro Follmann analisou a possibilidade do time deixar a degola: "Nada é impossível."

A Chapecoense disputa o seu sexto Brasileirão consecutivo. Neste meio tempo, disputou a Libertadores em duas oportunidades, foi campeão da Sul-Americana e passou pela maior tragédia do futebol brasileiro: o acidente do avião da LaMia, que culminou com a morte de praticamente toda a delegação da equipe de 2016. Follmann, inclusive, é um dos sobreviventes, ao lado de Alan Ruschel e Neto.

"A gente sabe que é difícil. Para os formadores de opinião, sempre entramos como um dos candidatos ao rebaixamento. Mas, toda vez, provamos que temos condições de permanecer. E esse vai ser mais um ano para provar que podemos continuar. É difícil, mas nada é impossível", declarou o goleiro, em entrevista ao Portal Futebol Interior.

Follmann acredita na permanência da Chapecoense na Série A
Follmann acredita na permanência da Chapecoense na Série A
SITUAÇÃO
O time catarinense conquistou oito pontos em nove jogos disputados no Brasileirão. Venceu: Internacional (2 a 0), e Cruzeiro (2 a 1); perdeu para Corinthians (1 a 0), Flamengo (2 a 1), Fortaleza (3 a 1), Palmeiras (2 a 1) e Goiás (3 a 1); e empatou com Athletico-PR (1 a 1) e Fluminense (1 a 1).

O próximo desafio da Chapecoense é diante do Atlético Mineiro no dia 14 de julho (domingo), às 19h, na Arena Condá, pela décima rodada.