Catarinense: Claudinei comemora vitória, mas pede intensidade para a Chapecoense

A vitória é ainda mais importante se analisarmos a tabela que a Chapecoense tem pela frente

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 11 (AFI) - Claudinei Oliveira está num processo de recuperar a confiança da Chapecoense. Depois de dois tropeços consecutivos e uma pequena crise com a torcida, o clube emendou três vitórias consecutivas, acalmou a torcida e já voltou a pensar na liderança do Campeonato Catarinense. No último domingo o elenco teve uma ‘prova de fogo’ contra o Criciúma e venceu em pleno estádio Heriberto Hulse por 1 a 0, com gol do volante Augusto.

A vitória é ainda mais importante se analisarmos a tabela que a Chapecoense tem pela frente. Faltando seis jogos para terminar a primeira fase do Campeonato Catarinense, o time encontra rivais em três oportunidades: Avaí e Joinville dentro de casa e o líder Figueirense no Orlando Scarpelli.

Além disso, volta a jogar contra o Criciúma na terceira fase da Copa do Brasil, com o primeiro jogo na Arena Condá, às 21h30 do dia 27 de março, e a volta só 10 de abril.

Claudinei comemora vitória, mas pede intensidade para a Chapecoense
Claudinei comemora vitória, mas pede intensidade para a Chapecoense

COPA DO BRASIL

Independente da vitória no final de semana, Claudinei Oliveira não quer projetar o confronto contra o Criciúma na Copa do Brasil:

“A gente tem que estudar o Criciúma com calma, não sei se ainda fica o Wilsão ou troca o treinador, tem um intervalo grande entre as partidas, temos sempre que monitorar. Mudando ou não, sempre é difícil jogar aqui, a torcida vem, o time tem força física e independente da mudança, sempre é uma equipe difícil de ser batida”.

MAIS INTENSIDADE
Mesmo com a terceira vitória consecutiva, o treinador pediu mais intensidade ao grupo:

“Foi uma grande vitória fora de casa. Nós trabalhamos com uma equipe mais leve, e as condições do gramado prejudicaram os jogadores mais leves, como o Victor e Yann. No segundo tempo, conseguimos corrigir isso com as entradas do Renato, Augusto e do Perotti.

Estou satisfeito, são três vitórias seguidas, mas vamos tentar mais, não é fácil, mas vamos tentar sempre buscar o melhor. Evoluímos no segundo tempo e fico feliz pelo resultado, pelo desempenho dos meninos da base tendo boas atuações. Não é fácil nunca vencer o Criciúma aqui”.