Com gol nos acréscimos, Gilson Kleina lamenta o empate da Chapecoense

Brigando contra a zona de rebaixamento, a Chapecoense aparece com 18 pontos

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 06 (AFI) – A Chapecoense não teve motivos para comemorar o empate por 1 a 1 com o Sport na Ilha do Retiro. Mesmo jogando fora de casa, o time controlou a partida e vencia até os 46 minutos do segundo tempo, quando Carlos Henrique deixou tudo igual e fechou a 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gosto amargo do resultado em Recife manteve a série negativa do clube, que está há seis jogos sem vencer.

Brigando contra a zona de rebaixamento, a Chapecoense aparece com 18 pontos, um a mais que o Santos, primeiro na degola, com 17 – mas que tem um jogo a menos. Nos últimos jogos são cinco empates e uma derrota para o Botafogo por 1 a 0. A última vitória catarinense aconteceu antes da Copa do Mundo, no dia nove de junho, quando bateu o Cruzeiro por 2 a 0 na Arena Condá.

Com gol nos acréscimos, Gilson Kleina lamenta o empate da Chapecoense
Com gol nos acréscimos, Gilson Kleina lamenta o empate da Chapecoense
Para o técnico Gilson Kleina, o empate em Recife foi um golpe duro para o clube, que vinha controlando a partida. “A equipe teve uma postura para sair com os três pontos daqui. Tivemos quatro boas chances, sendo duas claras pra ter feito o segundo gol e ampliar. Infelizmente, tomamos o gol no final. Saímos com o sentimento de que podíamos ter levado uma bela vitória para Chapecó”, comentou o comandante em entrevista coletiva.

No próximo domingo a Chapecoense volta a encontrar o Corinthians, desta vez na Arena Condá. O jogo da 18ª rodada do Campeonato Brasileiro está marcado para as 16 horas. Os dois clubes se enfrentaram na semana passada pelas oitavas de final da Copa do Brasil, com vitória paulista por 1 a 0 na Arena Corinthians. O jogo de volta vai ser realizado no dia 15 de agosto, às 21h45, desta vez em Chapecó.

 
 
" />