Com Gilson Kleina pressionado, Chape tenta mudar retrospecto fora de casa

A partida contra o Sport pode ser um divisor de águas para o técnico, que segue ameaçado

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 03 (AFI) – A derrota para o Corinthians por 1 a 0, pela Copa do Brasil, aumentou ainda mais a pressão em cima do técnico Gilson Kleina. O treinador ainda não fez o time vencer desde o retorno da Copa do Mundo. São quatro tropeços consecutivos apenas no Campeonato Brasileiro. Cinco se somado empate sem gols diante do América-MG, o último jogo antes da parada.

Uma nova derrota, desta vez, contra o Sport no próximo sábado pode ser o estopim para uma mudança em cima da comissão técnico. Já que Gilson Kleina tem que conviver com a sombra de Vagner Mancini, demitido do Vitória recentemente e livre no mercado. No entanto, o treinador tem total confiança em dar uma reviravolta no comando da Chapecoense.

“Temos que buscar uma postura diferente dos últimos jogos. Vamos encarar um adversário direto e precisamos atuar fora de casa igual quando jogamos em Chapecó. Pontuar é importante em uma competição de longo prazo e é isso que buscamos. Depois, vamos ter dois jogos como mandante contra o Corinthians. Temos que aproveitar essa sequência para dar um novo ânimo ao time”, disse o treinador.

Chapecoense treina para enfrentar o Sport - Sirli Freitas / Chapecoense
Chapecoense treina para enfrentar o Sport
PREOCUPANTE!
É bem verdade que a Chapecoense não vem bem na temporada quando atua longe da Arena Condá, Em 21 jogos disputado na atual temporada, o time venceu apenas três, empatou nove e empatou em outras oito oportunidades, tendo um aproveitamento de apenas 28,57%.

Para mudar essa situação, o técnico Gilson Kleina deve apostar no entrosamento para superar o Sport. O intuito é que jogue com o mesmo time que enfrentou o Corinthians na Copa do Brasil. Rafael Thyere deve seguir na defesa, a lado de Doglas, enquanto o atacante continua sendo formado por Bruno Silva, Osman e Wellington Paulista.

O provável time da Chapecoense tem: Jandrei; Eduardo, Douglas, Rafael Thyere e Bruno Pacheco; Amaral, Elicarlos e Yann Rolim; Bruno Silva, Wellington Paulista e Osman. Técnico: Gilson Kleina.

 
 
" />