Vinícius Eutrópio se despede da Chapecoense: “Fiz tudo que eu podia"

Há pouco mais de dois meses no cargo, ele deixa o clube com 27,5% de aproveitamento

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 12 (AFI) – Vinícius Eutrópio se despediu da Chapecoense na manhã desta terça-feira. Ao lado do presidente Plínio David de Nes Filho, mais conhecido como Maninho, o treinador deixou claro: “Tudo que tinha que ser feito, foi feito”. Há pouco mais de dois meses no cargo, ele deixa o clube com 27,5% de aproveitamento dos pontos e brigando contra a zona de rebaixamento, com três derrotas consecutivas no Campeonato Brasileiro.

"Peguei um segundo início de reconstrução, com a perda de sete titulares. Trouxemos novos jogadores, dentro do que entendíamos que era necessário. Chegamos a ser um dos cinco times que menos sofríamos ataque", disse Eutrópio. Na época, ele chegou para substituir Vagner Mancini, dispensado após a eliminação para o Cruzeiro na Copa do Brasil. A principal meta do clube agora é se manter na primeira divisão.

Vinícius Eutrópio se despede da Chapecoense: “Fiz tudo que eu podia
Vinícius Eutrópio se despede da Chapecoense: “Fiz tudo que eu podia"

Contra o Cruzeiro, no último final de semana, a Chapecoense pressionou o adversário dentro da Arena Condá e ainda assim perdeu por 2 a 1 diante da sua torcida. "Tive apenas uma semana para trabalhar jogadas de ataque. Para minha surpresa foi melhor que o esperado no jogo domingo. Infelizmente o Fabio foi o melhor em campo", explicou o agora ex-treinador. "Tudo que tinha que ser feito, foi feito. O time entendeu. Os jogadores se dedicam muito. O treinador que chegar não vai pegar um trabalho do zero. Terá 60% do processo encaminhado."

"Tenho convicção de que a Chapecoense não cai", finalizou Vinícius Eutrópio. A diretoria agora tem pouco tempo para anunciar seu substituto. Jorginho, Eduardo Baptista, Roger Machado, Argel Fucks e Enderson Moreira são os principais nomes ventilados no clube. Os dois primeiros são os favoritos, mas Enderson sempre foi muito bem visto pela diretoria. Atualmente ele está no América-MG, brigando pelo acesso na Série B.

aaa