Chapecoense 1 x 1 Nacional (URU) - Complicou para o Verdão

Resultado tira time brasileiro da zona de classificação do Grupo 7 e coloca uruguaios

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 18 (AFI) – A Chapecoense está fora da zona de classificação na Copa Libertadores. Na noite desta terça-feira, na Arena Condá, o time de Vagner Mancini não conseguiu mais que um empate por 1 a 1 com o Nacional (URU) e segue sem uma vitória sob seus domínios na competição continental. O jogo foi válido pela terceira rodada do Grupo 7.

Com o resultado, a Chape foi a quatro pontos, os mesmos que o Nacional. O time uruguaio, porém, fica na frente, em segundo lugar, graças ao saldo de gols : 0 contra -1. O líder é o Lanús, com seis pontos.

O JOGO
Logo no início da partida, o torcedor da Chapecoense que lotou a arena levou um grande susto. Rodrigo Aguirre recebeu na entrada da área, ajeitou para a perna esquerda e mandou uma bomba na direção do gol. Artur Moraes saltou e não achou nada, mas para sua sorte a bola explodiu no travessão.

A resposta da Chape foi imediata. Aos oito minutos, Arthur invadiu a área e foi impedido de passar pelo lateral Otálvaro. O árbitro entendeu como uma jogada faltosa e indicou o pênalti. Um minuto depois, Reinaldo cobrou com categoria e abriu o placar.

Com o resultado adverso, o Nacional resolveu ir para cima. Aos 16 minutos, Otálvaro cruzou e a bola chegaria perfeita no atacante Silveira. Antes, porém, o goleiro Artur Moraes conseguiu se adiantar e salvar.

Quando a partida se encaminhava para o intervalo, o time uruguaio conseguiu o empate. Aos 40 minutos, Kevin Ramírez recebeu no ataque, pela esquerda e cruzou rasteiro. Silveira chutou forte e rasteiro e venceu o goleiro da Chape.

VAMOS, CHAPE!
No segundo tempo, o técnico Vagner Mancini foi para o tudo ou nada e pediu uma postura mais ofensiva aos seus jogadores. Aos 19 minutos, Andrei Girotto avançou com a bola e cruzou no capricho para a área. Wellington paulista subiu mais que o marcador, mas o cabeceio foi para fora.

O substituto do camisa 9 também deu trabalho. No primeiro cruzamento para Túlio de Melo, aos 25 minutos, García tocou contra seu próprio gol, mas Conde conseguiu fazer uma defesa espetacular para salvar.

A melhor chance da segunda etapa, entretanto, foi do Nacional. Aos 32 minutos, Aguirre ganhou a dividida de Luiz Otávio e ficou cara a cara com Artur Moraes. O goleiro cresceu para cima do atacante e fez grande defesa.

PRÓXIMO JOGO
Os dois times voltam a se encontrar no próximo sábado, às 21h45, pela quarta rodada. Desta vez a partida será em Montevidéu, no Uruguai, com mando do Nacional.

Ficha Técnica

Fase
Fase de Grupos
Rodada
3ª rodada
Data
18/04/2017
Horário
21h45
Local
Arena Condá - Chapecó (SC)
Árbitro
Carlos Orbe (EQU)

Renda
R$345.430,00
Assistentes
Byron Romero (EQU) e Christian Romero (EQU)

Público
12.230 pessoas
Cartões Amarelos
Chapecoense-BRA: Niltinho
Nacional-URU: Otálvaro, Ramirez, Polenta, Arizmendi

Gols
Chapecoense-BRA: Reinaldo 9' 1T
Nacional-URU: Silveira 40' 1T
Chapecoense-BRA
Artur Moraes;
Apodi (Moisés Ribeiro), Luiz Otávio, Nathan e Reinaldo;
Andrei Girotto, Luiz Antônio, João Pedro e Rossi;
Wellington Paulista (Túlio de Melo) e Arthur (Niltinho).
Técnico: Vagner Mancini
Nacional-URU
Conde;
Otálvaro (Gonzalo Porras), Rafael García, Polenta e Espino;
Arismendi, Santiago Romero, Álvaro González e Ramírez (Rodriguez);
Aguirre e Hugo Silveira.
Técnico: Martín Lasarte