Ceará e Fortaleza 'travam' Clássico-Rei na luta contra o coronavírus; entenda

A Log Saúde, em parceria com os clubes, lançou o álcool em gel licenciado no início de 2019

por Agência Futebol Interior

Fortaleza, CE, 19 (AFI) - A pandemia do coronavírus aumentou a busca pelo álcool em gel por todo o Brasil. No estado do Ceará não foi diferente.

No entanto, os cearenses vêm tendo o futebol como aliado na prevenção contra o Covid-19. A Log Saúde, em parceria com Ceará e Fortaleza, lançou o álcool em gel licenciado com a marca dos clubes no início de 2019.

Os produtos podem ser encontrados em dois tipos de frasco, com 60ml e 500ml, e têm recebido grande procura por parte dos consumidores, pois servem tanto para higiene pessoal como para limpeza em geral.

ALTA PROCURA

De acordo com o departamento de licenciamento do Fortaleza, somente nos primeiros 15 dias de março, o produto com a marca do Leão do Pici vendeu quase dez mil unidades por todo o estado, número maior que o comercializado nas gôndolas somando-se os meses de janeiro e fevereiro deste ano.

Com álcool em gel licenciado, Ceará e Fortaleza 'travam' Clássico-Rei  - Lucas Moraes / Ceará SC
Com álcool em gel licenciado, Ceará e Fortaleza 'travam' Clássico-Rei
Este 'Clássico-Rei' contra o coronavírus mostra a importância do licenciamento de produtos para a exposição positiva da marca dos clubes.

A procura das torcidas de Ceará e Fortaleza pelo álcool em gel de seus times foi destaque nas mídias sociais e virou matéria, que acabou publicada em grandes portais de notícias.

Isso também ajudou a trazer um maior apelo para o papel do álcool em gel nas medidas preventivas no controle da proliferação do vírus.

"Os clubes do Ceará têm tido grande destaque na mídia nos últimos anos. Muito disso é fruto da maturidade alcançada com profissionalismo exemplar dos departamentos de marketing e licenciamento, que conseguiram tornar as marcas do Fortaleza e do Ceará mais fortes, tanto no Nordeste como no restante do Brasil", declarou Bruno Debortoli, da License Solutions.

"Uma particularidade de ambos os clubes, é que eles enxergam no varejo um grande potencial de vendas e não ficam presos à venda de produtos licenciados somente em suas lojas oficiais, aumentando assim a capilaridade na distribuição e atingindo pontos de venda ainda pouco explorados pelo mercado do futebol, como supermercados, farmácias e grandes varejistas", emendou.

MAIS

Apesar do álcool em gel ainda sofrer com algumas correlações atribuídas ao seu mau uso, Bruno destaca que a parceria entre os clubes e a Log Saúde 'comprova que esse é um olhar equivocado do produto, que oferece grande potencial de exploração e boa associação com a imagem do clube no dia a dia, aumentando o engajamento e identificação com suas torcidas'.