Justiça encerra Caso Madrigal e impede Fortaleza de 'roubar' título de 2002 do Ceará

Decisão foi definitiva, de maneira que não cabe mais recurso ao Tricolor para tentar reverter o cenário

por Agência Futebol Interior

Fortaleza, CE, 07 (AFI) - Transitado julgado, o Caso David Madrigal foi encerrado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva, conforme informado pelo Ceará nesta quinta-feira. Dessa maneira, não cabe mais recurso por parte do Fortaleza, que tentava tirar o título do Campeonato Cearense de 2002 do rival.

Com o encerramento do caso, o Ceará aproveitou a oportunidade para provocar o rival nas redes sociais, postando uma foto de Madrigal acompanhada da escalação de 2002.

Espaço incorporado por HTML (embed)

A denúncia tricolor tinha base em uma suposta irregularidade do costarriquenho David Madrigal, na época jogador do Vovô. Argumentando que o atleta estrangeira estava autorizado apenas a jogar na Região Sul do Brasil, a diretoria do Leão pleiteou a nulidade dos pontos adquiridos pelo rival no quadrangular do 1º turno.

Isso tudo ocorreu logo após um empate por 1 a 1 na grande final, disputada em jogo único, com o gol alvinegro marcado justamente por Madrigal. O Ceará tinha a vantagem do empate por ter vencido os dois turnos anteriores à final. Casoo pedido fosse deferido, o Fortaleza passaria a ter essa vantagem.