Presidente do Ceará lamenta contratação de Jorginho: "Talvez meu maior erro"

O dirigente comentou a atual situação do clube e a melhora desde a chegada de Lisca

por Agência Futebol Interior

Fortaleza, CE, 03 (AFI) – O Ceará vem se recuperando no Campeonato Brasileiro desde a chegada do técnico Lisca. O presidente do clube, Robinson de Castro, admite que o planejamento no início da competição não foi o ideal, especialmente na formação da comissão técnica.

Em participação no programa Futebol do Povo, da TV o Povo, o dirigente do Vozão afirmou que a contratação do técnico Jorginho pode ter sido o maior erro de sua gestão e que Lisca deveria ter sido escolhido desde o início da competição.

“Tivemos que passar por uma reformulação. Tentamos iniciar pela comissão técnica e trouxemos o Jorginho. Talvez foi o meu maior erro. Foi um momento que comecei a ouvir mais o entorno”, explicou.

Segundo ele, o nome de Lisca não estava entre os preferidos dentro do clube e isso pesou em sua decisão.

“O nome do Lisca era um que tinha rejeição muito grande e acabei optando por um nome mais leve, que era o do Jorginho. Era para ter trazido o Lisca já naquele momento. Com certeza teríamos feito três ou quatro pontos a mais no Campeonato Brasileiro” concluiu.

Com 30 pontos, o Ceará deixou a zona do rebaixamento após a última rodada e ocupa agora a 15ª colocação, com um ponto a mais do que o Vitória, que é o primeiro dentro do Z4.

 
 
" />