Com elenco desgastado, Ceará encara Atlético-MG e anseia por paralisação para a Copa

Pressão pela vitória continua, até porque o Vovô é o lanterna, com cinco pontos, a cinco do Santos, primeiro time fora do Z4

por Agência Futebol Interior

Fortaleza, CE, 12 (AFI) - Preocupado com o condicionamento físico dos atletas do Ceará, o técnico Lisca não vê a hora do início da paralisação para a Copa do Mundo. Antes disso, o time tem uma última chance de conquistar a primeira vitória no Brasileirão antes do período sem jogos. Nesta quarta-feira, às 21h45, o compromisso é diante do Atlético-MG, no Independência, em jogo válido pela 12ª rodada.

Lisca assumiu o comando da equipe cearense há duas rodadas e empatou com Botafogo, o fora de casa, e Palmeiras, no Castelão. Diante das circunstâncias, os resultados foram vistos de maneira positiva pela torcida, mas a pressão pela vitória continua, até porque o time é o lanterna, com cinco pontos, a cinco do Santos, primeiro time fora da zona de rebaixamento, com dez. Ou seja, até a retomada do Brasileiro, é certo que o Ceará estará no Z4.

Foto: Bruno Aragão/cearasc.com
Foto: Bruno Aragão/cearasc.com
Independente do resultado, a maior preocupação de Lisca é em relação à parte física dos atletas. Desde que chegou no clube, ele identificou esse problema no elenco. Contra o Palmeiras, por exemplo, tirou Éder Luís e Samuel Xavier durante a partida justamente porque os dois mostraram sinais de desgaste.

No mesmo jogo, o volante Richardson, titular absoluto, foi poupado e ficou no banco de reservas. A tendência, inclusive, é que ele volte ao time titular para encarar o Atlético. Para isso, o lateral-esquerdo João Lucas deve ser sacado, o que faria com que o volante Pio fosse deslocado para a ala.

CEARÁ – Éverson; Samuel Xavier, Rafael, Luiz Otávio e Pio; Naldo, Richardson, Reina e Ricardinho; Éder Luis e Felipe Azevedo.

 
 
" />