Ceará 2 x 0 Ipatinga - Vozão completa a quina e cola no G4!

por Agência Futebol Interior

Fortaleza, CE, 28 (AFI) - Mostrando um futebol convincente, o Ceará venceu o Ipatinga, por 2 a 0, nesta terça-feira, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B e alcançou a quinta vitória seguida na competição, entrando de vez na briga por uma vaga no G4. O meia Geraldo e o atacante Wellington Amorim fizeram os gols da vitória do time cearense, ambos no segundo tempo.

Veja também:
Volante da Série B é suspenso por 120 dias por uso de cocaína

Com mais um triunfo, o Ceará chegou aos 25 pontos, permanecendo na sexta colocação somente um ponto atrás do Figueirense, o quarto colocado. O Ipatinga, por sua vez, estaciona nos 19 pontos, na 11ª posição, ficando cada vez mais distante do bloco dos primeiros colocados.

Vozão é só sufoco!
Empolgado pelo bom momento e pela presença maciça da torcida, o Ceará começou partindo para cima e quase marcou logo a um minuto, quando Boiadeiro pegou sobra na entrada da área e bateu forte, à direita do gol do Ipatinga. Mas o time mineiro não se intimidou com a pressão e não se limitava a defender. Aos cinco minutos, Márcio Diogo recebeu pela direita, chutou forte e a bola explodiu no travessão. Amilton entrava livre pela esquerda.

O jogo era corrido e bastante equilibrado, com as duas equipes se revezando no ataque. Aos oito minutos, o Ceará teve uma falta perigosa a seu favor pelo lado esquerdo. João Marcos levantou na área, o goleiro Fred saiu bem e socou para fora da área. Aos 11 minutos por muito pouco o Vozão não abriu o placar. Boiadeiro cruzou da direita, Preto cabeceou e o goleiro do Ipatinga fez uma defesa sensacional.

Mineiros seguram a pressão
Aos poucos o Ceará fez valer o mando de campo, dominando e sufocando o time mineiro em busca do primeiro gol. O Ipatinga se defendia bem e quando contra-atacava mostrava qualidade. Apesar do maior domínio de bola, o time alvinegro não conseguia furar o bloqueio defensivo dos visitantes, e pouco finalizava contra o gol de Fred, a não ser em chutes de fora da área.

Aos 37 minutos, num contra-ataque rápido do time alvinegro, o atacante Preto invadiu a área pela esquerda e se jogou. O jogador ficou pedindo pênalti, mas o árbitro corretamente mandou o jogo seguir. No minuto seguinte, Preto cobrou falta com violência pela esquerda e a bola foi para fora, passando com muito perigo. Aos 41, Geraldo abriu para Boiadeiro e o lateral bateu forte para boa defesa do goleiro Fred, que mandou para escanteio.

Até que enfim!
Na volta do intervalo, o Ceará seguiu pressionando em busca do primeiro gol. Aos seis minutos, Fábio Vidal cruzou, Fabrício cabeceou e a bola passou raspando a trave direita. Mas aos dez minutos, Geraldo foi derrubado dentro da área por Cláudio e o árbitro marcou o pênalti. Ele mesmo foi para a cobrança, e com direito a paradinha, abriu o placar para os cearenses.

Foi só sofrer o gol para o Tigre se soltar, adiantar a equipe e passar a atacar os donos da casa. Com isso, o Ipatinga passou a dar espaço para o Vozão, que tentava matar o jogo nos contra-golpes. Aos 27, Misael arriscou de fora da área e o goleiro Fred fez boa defesa, espalmando para escanteio.

No minuto, o Ceará fez o segundo e fechou o placar. O atacante Wellington Amorim aproveitou erro da zaga do Ipatinga, limpou dois marcadores e bateu forte na saída do goleiro, fazendo mais um para o Vozão. O segundo gol desanimou o Tigre, que pouco ameaçou ao gol de Lopes e amargou mais uma derrota fora de casa.

Próximos jogos
Os dois times voltam a campo no próximo sábado, pela 15ª rodada da Segundona. O Ceará enfrenta o Bragantino, às 16h10, em Bragança Paulista, enquanto o Ipatinga recebe o São Caetano, no mesmo horário, no Vale do Aço.

Ficha Técnica

Ceará 2 x 0 Ipatinga

Local: Estádio Castelão, em Fortaleza – CE
Renda: R$ 295.890,00
Árbitro: Emerson Luiz Sobral - PEPúblico: 18.875 pagantes (21.561 total - 2.686 não pagantes)

Cartões amarelos: Márcio Santos, Cláudio e Max Carrasco (Ipatinga); João Marcos (Ceará)
Gols: Geraldo, aos 11'/2T e Wellington Amorim, aos 28'/2T (Ceará)

Ceará
Lopes; Boiadeiro, Fabrício, Erivélton e Fábio Vidal (Jorge Henrique); Michel, Heleno, João Marcos e Geraldo (Reinaldo); Wellington Amorim e Preto (Misael).
Técnico: Paulo César Gusmão.

Ipatinga
Fred; Cláudio, Léo Oliveira, Márcio Santos e Marinho Donizete; Max Carrasco, Lucas, Luis Fernando (Evandro) e Leandro Brasilia (Radar); Márcio Diogo (Diego Silva) e Amílton.
Técnico: Emerson Ávila.