Dirigente chuta árbitro piracicabano após eliminação do Caxias na Copa do Brasil

Lucas Canetto Bellote foi agredido após encerrar o jogo entre Caxias e Botafogo

por Agência Futebol Interior

Caxias, RS, 05 (AFI) - Lucas Canetto Bellote teve atuação infeliz no empate por 1 a 1 entre Botafogo e Caxias, no estádio Centenário, que culminou com a eliminação do clube gaúcho da Copa do Brasil. O árbitro piracicabano deixou de marcar ao menos um pênalti claro a favor da equipe grená. No entanto, o erro ficará em segundo plano, pois ele chegou a ser agredido por um dirigente do time mandante.

Após e aliminação do Caxias, os jogadores cercaram Bellote reclamando de penalidades não marcadas e de pouco tempo acrescentado no segundo tempo. No meio da confusão, o gerente administrativo da equipe grená, Diogo Aver, foi flagrado dando algumas joelhadas nas costas do árbitro.

Bellote sendo agredido por dirigente do Caxias
Bellote sendo agredido por dirigente do Caxias

O 'chute' não foi com força desproporcional, o que não deixa de ser uma agressão. Bellote, que revelou a um funcionário do Caxias de ter errado no lance de pênalti no primeiro tempo, relatará a violência sofrida na súmula. O dirigente da equipe gaúcha deverá ser denunciado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e, posteriormente, punido, assim como o próprio clube.

"Vou deixar a caráter da CBF (sobre punição). Espero que avaliem o jogo por inteiro. Se fizerem isso, vão entender a frustração, a revolta de todos. Sobre agressão, vamos tomar as devidas atitudes independente de quem fizera", afirmou o presidente grená.

REVOLTA
Com a eliminação, o Caxias deixou de arrecadar R$ 650 mil de premiação e acabou caindo na Copa do Brasil logo na primeira fase. O atacante Gilmar não poupou críticas ao árbitro após o apito final.

"Não dá nem para explicar como ele não marcou aquele pênalti. Será porque o Botafogo é time grande? Não tem essa. Encurralamos o Botafogo, mas um erro acabou prejudicando o trabalho de um ano inteiro. Esse cara não pode chegar aqui e cometer esses equívocos", falou o atacante.

"Temos que fazer o nosso melhor dentro de campo. Contra time grande, temos que executar. Todos sabem que o Caxias foi melhor que o Botafogo. Mas é difícil. (Erros de arbitragem) frustram nossa torcida. Frustra um projeto que vinha sendo desenvolvido. São polêmicas que poderiam ser evitados. (O pênalti) foi visível para todos", disse o presidente do Caxias, Paulo Cesar dos Santos, que completou.

"Foi um pênalti muito claro. Vai adiantar reclamar? No vestiário recebi a informação que o árbitro pediu desculpa sobre o erro. Não sei se o fato é concreto, mas a situação existiu", concluiu.