CATARINENSE: Chapecoense vence o Brusque e fica mais perto do título

O time de Chapecó pode até perder por um gol de diferença no jogo de volta, para conquistar seu sétimo título estadual

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 9 (AFI) - A Chapecoense ficou mais perto do título catarinense de 2020 ao vencer o Brusque, por 2 a 0, nesta quarta-feira à noite, na Arena Condá, no primeiro jogo da fase final.

Para conquistar seu sétimo título estadual, o time de Chapecó pode até perder por um gol de diferença no jogo de volta, marcado para domingo às 16 horas no estádio Augusto Bauer, na cidade de Brusque.

DURA MISSÃO
A missão de chegar ao seu segundo título e repetir o feito de 1992 ficou bem complicada para o Quadricolor, como é chamado o Brusque. Precisa ganhar por três gols de diferença. Se vecer por dois gols, então levará a decisão do título para a cobrança de pênaltis.

PRESSÃO TOTAL
Com sua força máxima, os donos da casa não esperaram muito para ir para cima do adversário, marcando sob pressão e insistindo no jogo aéreo. O primeiro gol saiu aos 22 minutos. Após o
Luiz Otávio abriu o placar para a Chape. Foto: Márcio Cunha - Chape
Luiz Otávio abriu o placar para a Chape. Foto: Márcio Cunha - Chape

levantamento vindo do lado esquerdo, a defesa não aliviou a bola que sobrou para o zagueiro Luiz Otávio. Ele encheu o pé sem chances para o goleiro Zé Carlos.

A Chape ainda teve outras três boas chances que poderiam ter dado uma ampla vantagem numérica ao Verdão do Oeste.

MESMA COISA
O cenário não mudou no segundo tempo e o segundo gol saiu aos 28 minutos. Paulinho Moccelin cobrou falta em direção a área, a defesa não alcançou e o zagueiro Joilson apareceu no segundo pau para testar com força.

De forma geral, o Brusque pouco ameaçou o goleiro João Ricardo. Para reverter a situação, com certeza, vai ter que mostrou um futebol muito mais envolvente e eficiente na grande final.

VEJA O GOL DE JOILSON

Ficha Técnica

Fase
Final
Rodada
1ª rodada
Data
09/09/2020
Horário
21h30
Local
Arena Condá - Chapecó (SC)
Árbitro
Diego da Costa Cidral

Assistentes
Henrique Neu Ribeiro e Gizeli Casaril

Cartões Amarelos
Chapecoense: Paulinho Moccelin, Joilson, Luiz Otávio, Vini Locatelli
Brusque: Marco Antônio

Gols
Chapecoense: Luiz Otávio 22' 1T, Joilson 28' 2T
Chapecoense
João Ricardo;
Matheus Ribeiro, Joilson, Luiz Otávio e Alan Ruschel;
Anderson Leite (Ronei), Willian Oliveira e Denner (Vini Locatelli);
Aylon (Ezequiel), Anselmo Ramon e Paulinho Moccelin.
Técnico: Umberto Louzer
Brusque
Zé Carlos;
João Carlos (Edilson), Ianson, Everton Alemão e Ronaell;
Zé Matheus, Rodolfo Potiguar (Emerson Martins) e Marco Antônio;
Alex Sandro (Dandan) e Fabinho (Jhonny) e Thiago Alagoano.
Técnico: Jerson Testoni