CATARINENSE: Chapecoense perde para o Marcílio Dias e segue em situação delicada

Chape aparece na penúltima colocação, com apenas dois pontos, e teria que disputar o playoff contra o rebaixamento com o Concórdia

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 09 (AFI) - A situação da Chapecoense no Campeonato Catarinense está cada vez mais complicada. No final da tarde deste domingo, 9, os comandados do técnico Hemerson Maria foram ao estádio Hercílio Luz, em Itajaí, e acabaram derrotados pelo Marcílio Dias por 1 a 0. Rodrigo Ferreira, aos 43 minutos do primeiro tempo, marcou o único gol da partida, válida pela quinta rodada da primeira fase.

CONFIRA OS MELHORES MOMENTOS

Um pouco mais cedo, dois visitantes conquistaram vitórias. O Criciúma, com tento de Carlos César, de pênalti, derrotou o Avaí, também por 1 a 0, na Ressacada, em Florianópolis. Além disso, o Figueirense não teve maiores dificuldades para anotar 2 a 0 sobre o Concórdia, no Domingos Machado de Lima, em Concórdia.

Com esses resultados, a Chapecoense aparece na nona e penúltima colocação, com apenas dois pontos, e teria que disputar o playoff contra o rebaixamento com o Concórdia, atual lanterna, que tem um empate e quatro derrotas. Tubarão, com cinco pontos, fecha o G8, o grupo de classificação às quartas de final.

Foto: Divulgação / Chapecoense
Foto: Divulgação / Chapecoense

PRIMEIRO TEMPO
Atuando diante de sua torcida, o Marcílio Dias é que começou a partida pressionando nos primeiros 15 minutos. Apesar de rondar a área adversária, os donos da casa não conseguiram criar oportunidades importantes. Depois, a Chapecoense conseguiu equilibrar as ações e até passou a ditar o ritmo.

Ao 16, Anderson Leite soltou a finalização de fora da área e obrigou o goleiro Belliato a fazer importante intervenção. Já aos 24, foi a vez de Ari Moura arriscar após o rebote. Dessa vez, a bola saiu raspando a trave. Aos 43, porém, o Marcílio Dias é que abriu o placar, já que o lateral-direito Rodrigo Ferreira acertou um tirambaço na gaveta direita.

SEGUNDO TEMPO
Atrás no marcador, a Chapecoense retornou dos vestiários tentando um abafa para ao menos conseguir o empate. E até conseguiu balançar a rede adversária. Aos sete minutos, Yann Rolim encontrou Paulinho Moccelin, que venceu disputa com o arqueiro rival e mandou a bola para dentro. A arbitragem, porém, assinalou impedimento.

Pouco depois, entre o 13º e o 16º minutos, ambas as equipes tiveram um jogador expulso. Paulinho Moccelin, da Chapecoense, foi o primeiro a receber o vermelho, já que agrediu Diego Silva, volante da casa. Depois, Medina tomou o segundo amarelo e também desceu para os vestiários mais cedo.

O duelo, por conta disso, perdeu intensidade. Mesmo assim, a Chapecoense ainda conseguiu levar certo perigo em cobranças de falta. Renato, aos 20, ainda obrigou Belliato a fazer boa defesa. Já aos 29, Alan Ruschel mandou para fora.

PRÓXIMOS JOGOS
O próximo confronto da Chapecoense no Campeonato Catarinense será diante do Criciúma, no próximo sábado, 15, às 17 horas, na Arena Condá, em Chapecó, pela sexta rodada da primeira fase. No mesmo dia, às 19 horas, o Marcílio Dias recebe o Figueirense, novamente no Hercílio Luz, em Itajaí.

Confira os resultados da 5ª rodada
Juventus
2
x
3
Joinville-SC
Brusque (SC)
1
x
1
Tubarão-SC
Concórdia
0
x
2
Figueirense
Avaí
0
x
1
Criciúma
Marcílio Dias
1
x
0
Chapecoense
Próxima RodadaVeja a Classificação!