Segundona: Após derrota para ex-clube, Saran não é mais técnico do Catanduvense

Para o lugar, assumiu interinamente o auxiliar-técnico Dininho, ex-zagueiro do Palmeiras, São Caetano, entre outros clubes

por Oscar Silva

Catanduva, SP, 09 (AFI) - A derrota na estreia no Campeonato Paulista da Segunda Divisão, no último sábado, pelo placar de 3 a 2, para o América, no estádio Benedito Teixeira, o Teixeirão, pelo Grupo 2, foi a gota d'água para saída de Jorge Saran no comando técnico do Grêmio Catanduvense desde novembro do ano passado.

Para o lugar de Saran, assumiu interinamente o auxiliar-técnico Dininho, ex-zagueiro do Palmeiras, São Caetano, entre outros clubes. Dininho, já inicia os trabalhos na tarde desta segunda-feira, visando o jogo da próxima sexta-feira, ás 20 horas, em Catanduva, no Sílvio Salles, contra o José Bonifácio.

Saran e Dininho, antes do jogo América e Catanduvense (Foto: Muller Merlotto Silva)
Saran e Dininho, antes do jogo América e Catanduvense (Foto: Muller Merlotto Silva)
CONTINUAM
Com relação ao restante da comissão técnica continuam no clube, o preparador fisíco Ivan Canela, o treinador de goleiros Vladi, além de José Antonio dos Santos, o Monstrinho, com ótimo trabalho nas categorias de base e responsável em revelar vários talentos para o futebol brasileiro.

Como por exemplo, o ala Alex Sandro, na Juventus (ITA), e com passagem pela seleção brasileira, Alan Patrick, ex- Flamengo-RJ, hoje atuando no futebol da Ucrânia, o zagueiro Iago, ex-Corinthians, e atualmente o zagueiro Reynaldo, defendendo a Ponte Preta.

 
 
" />