Carioca: Sonho antigo, Volta Redonda anucia meia revelado pelo Botafogo

Apesar de jovem, Otávio já atuou na Europa, onde defendeu a Fiorentina, da Itália

por Agência Futebol Interior

Volta Redonda, RJ, 07 (AFI) - O meia-atacante Octávio, de 23 anos, é o novo reforço do Volta Redonda. Revelado pelo Botafogo, clube em que estava antes de se transferir para o Tricolor de Aço, o jogador se apresentou na manhã desta sexta-feira e, após avaliações médicas, se juntou ao elenco que se prepara para estreia no Campeonato Carioca deste ano. O contrato do atleta vai até o fim do Estadual.

Além do alvinegro carioca, Octávio já defendeu o ABC, a Fiorentina e o Tupi-MG, quando disputou a Série B do Campeonato Brasileiro de 2016. Empolgado com o novo desafio, o jogador lembra de uma curiosidade com a Cidade do Aço: O seu primeiro jogo como profissional foi no Raulino de Oliveira.

Otávio vai defender o Volta Redonda no Campeonato Carioca (Foto: Divulgação / Volta Redonda)
Otávio vai defender o Volta Redonda no Campeonato Carioca (Foto: Divulgação / Volta Redonda)

"O Volta Redonda teve um ano de 2016 espetacular. Acompanhei a subida da equipe para a Série C, pois tinha amigos jogando no clube, e isso não foi algo isolado, já que o Voltaço costuma fazer grandes campanhas no Carioca. Foi um dos fatores que me motivou a vir para o Voltaço e o torcedor pode ter certeza que vou me empenhar para ajudar a levar o Volta Redonda o mais longe no Estadual e, quem sabe, brigar pelo título da competição", destacou, em entrevista ao site oficial do clube.

DESEJO ANTIGO...
Segundo o vice de futebol Flávio Horta Júnior, a contratação de Octávio era uma negociação que o clube buscava há algum tempo e que só foi possível pela vontade do jogador. O dirigente ainda lembra que o meia fez uma Série B muito boa pelo Tupi e que chega para qualificar ainda mais o elenco do meio pra frente.

"Gostaria de fazer um agradecimento especial a direção do Botafogo, mais especificamente ao presidente Carlos Eduardo, o vice de futebol Caca e ao diretor jurídico Gustavo Noronha, que aceitaram custear grande parte do salário do atleta. Atitude que demonstra uma preocupação com o crescimento e o fortalecimento do futebol carioca. Colocaram um interesse coletivo acima do particular, buscando qualificar o campeonato que disputam e, assim, o produto que eles tem na mão. Se todos pensassem desta forma, o campeonato seria cada vez melhor", afirmou

aaa