Confusão! Taça Rio começa com briga entre jogadores e arbitragem

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 27 (AFI) – A Federação de Futebol do Rio de Janeiro instituiu jogos no exótico horário das 8 horas. No jogo de abertura da Taça Rio, na manhã deste sábado, a partida entre Madureira e Boavista teve confusão generalizada, em duelo realizado no Estádio Conselheiro Galvão.

Veja também:
Atacante do interior paulista é o maior artilheiro do Brasil em 2010

O tumulto começou aos 32 minutos de jogo, quando o árbitro foi chamado pelo auxiliar, que relatou algo acontecido próximo ao banco de reservas do Tricolor Suburbano. Em seguida, o árbitro expulsou o técnico do Madureira, Antônio Carlos Roy. Contrária a atitude foi o atacante Marcelo Ramos, capitão do time mandante.

O ex-atacante de Cruzeiro, Palmeiras e São Paulo foi tirar satisfações com o árbitro e acabou recebendo cartão amarelo. Após isso, Ramos xingou o profissional de arbitragem e foi expulso de campo, dando início a confusão generalizada, sendo que jogadores dos dois times se agrediram, assim como a arbitragem.

O tumulto foi totalmente controlado com a chegada da Polícia Militar do Rio de Janeiro, que precisou utilizar a força para acalmar os ânimos dos mais exaltados. Após controlar a situação, o jogo teve andamento normalmente.