Capixabão tem década movimentada e oito campeões diferentes

Apenas Rio Branco e Desportiva Ferroviária venceram mais de uma vez o Estadual no período analisado

por Agência Futebol Interior

Vitória, ES, 20 (AFI) - A década do Campeonato Capixaba foi movimentada. Nada menos do que oito clubes levantaram o troféu entre 2010 e 2019. Apenas Rio Branco e Desportiva Ferroviária venceram mais de uma vez o Estadual no período analisado. Não por acaso, os dois clubes são os maiores vencedores do estado.

O Portal Futebol Interior não para mesmo na quarentena e no home office. De máscara e luva, os redatores do Portal FI trazem os últimos campeões do Campeonato Capixaba.

CONFIRA OS CAMPEÕES DO CAPIXABA NA ÚLTIMA DÉCADA:

VITÓRIA (2019)

O Vitória é o atual campeão capixaba. O primeiro e único título na década foi a décima volta olímpica dada pelo Alvianil. O Vitória estava na seca há 13 anos. A conquista foi confirmada com sete vitórias, cinco empates e três derrotas. Aproveitamento de 57,8%. Vice-líder no geral, o Alvianil passou por Atlético nas quartas de final, Estrela do Norte nas semifinais e Real Noroeste na final.

SERRA (2018)
Serra fez história. (Foto: Divulgação)
Serra fez história. (Foto: Divulgação)
O Serra esperou dez anos para ganhar seu sexto título capixaba, sendo que o Tricolor estava fora da elite havia seis temporadas. O título foi em cima do Real Noroeste. Para chegar ao lugar mais alto do pódio, o Serra venceu nove vezes e empatou uma, além de ter sofrido três derrotas. Aproveitamento de 71,8%.

ATLÉTICO (2017)

O Atlético encerrou jejum de 51 anos em 2017. O time de Itapemirim se sagrou campeão pela primeira vez e logo de forma inédita. Foram oito vitória e cinco empates. Aproveitamento de 74,4%. Líder na primeira fase, o Galo despachou o Tupy na semifinal e levantou o troféu em cima do Doze.

DESPORTIVA (2016)
A Desportiva foi um dos dois clubes a vencer mais de uma vez o Capixabão. A segunda conquista foi obtida em 2016. A Tiva chegou a 18 troféus no Estadual de Espírito Santo. Após o hexagonal, a Desportiva foi campeã com duas vitórias, por 1 a 0, em cima do Espírito Santo. Foram 12 vitórias, cinco empates e três derrotas (68,3%).

RIO BRANCO (2015)

Duas vezes Capa Preta. (Foto: Divulgação)
Duas vezes Capa Preta. (Foto: Divulgação)
Maior campeão do Capixabão com 37 títulos, o Rio Branco obteve dois troféus na última década. O segundo foi ganho em 2015 com 15 vitórias, dois empates e três derrotas. Aproveitamento de 78,3%. O capítulo final foi em cima da Desportiva com vitória fora (1 a 0) e empate em casa (1 a 1). No hexagonal, o Rio Branco já havia avançado com vantagem de cinco pontos para a Tiva (22 a 17).

ESTRELA DO NORTE (2014)
O Campeonato Capixaba 2014 teve um campeão inédito. O Estrela do Norte fez história ao dar sua primeira volta olímpica. O título foi ganho em cima do Linhares. A campanha do campeão teve dez triunfos, seis igualdades e quatro tropeços. Desempenho de 60%. O Estrela do Norte é de Cachoeiro do Itapemirim.

DESPORTIVA FERROVIÁRIA (2013)

A Desportiva Ferroviária foi campeã invicta em casa. No geral houve 12 vitórias, sete empates e três derrotas. Aproveitamento de 65,2%. A vítima da final foi o Aracruz. A Tiva estava na seca havia 13 anos. Mesmo sendo a segunda maior vencedora do estado, a Desportiva tem apenas dois títulos no século, ambos na década entre 2010 e 2019.

Tiva duas vezes na década. (Foto: Henrique Montovanelli / Desportiva)
Tiva duas vezes na década. (Foto: Henrique Montovanelli / Desportiva)
ARACRUZ (2012)

O Aracruz precisou jogar 22 vezes em 2012 para se sagrar campeão pela primeira vez na história do Capixabão. Foram dez vitórias, oito empates e quatro derrotas. Desempenho de 57,6%. Vice-líder na primeira fase, o Aracruz passou pelo Vitória na semifinal e foi campeão em cima do Conilon com direito a 4 a 1 no Eugênio Antônio Bitti.

SÃO MATEUS (2011)
O São Mateus latiu alto para conquistar seu segundo título no estado, o primeiro na década. O Pitbull despachou o Rio Branco na semifinal e foi campeão em cima do Linhares ao empatar diante da torcida (1 a 1) e vencer fora de casa (2 a 0). Regílson e Jânio Baiano, que já havia marcado na ida, foram os autores dos gols.

RIO BRANCO (2010

O Rio Branco, mesmo sendo o maior campeão do estado, esperou nada menos do que 25 anos para voltar a soltar o grito entalado na garganta. Vice-líder na primeira fase, o Capa Preto usou a melhor campanha para eliminar o Rio Bananal na semifinal e venceu o Vitória na decisão - 1 a 0 em casa com gol de Humberto e 0 a 0 fora.