Vereador promete exigir providências da Prefeitura de Campinas por confusão no Dérbi

Político vinculado ao Podemos garante cobranças ao prefeito Jonas Donizette

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 11 (AFI) - Nelson Hossri Neto promete exigir posicionamento da Prefeitura Municipal de Campinas, comandada por Jonas Donizette (PSB), a respeito da confusão generalizada entre torcedores do Guarani e a Polícia Militar antes do Dérbi 195, disputado no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, no último sábado.

O vereador campineiro, filiado ao Podemos, assegura que a Setec, tida como responsável por iniciar o tumulto, não passará imune às punições.

Vereador Nelson quer posicionamento da Prefeitura
Vereador Nelson quer posicionamento da Prefeitura

"Tudo isso registrado. A Setec não será perdoada. Estive lá e vi a forma pela qual a Polícia agiu. Em um jogo com torcida única, a Setec fez o papel da torcida adversária.

Conseguiu provocar, gerar briga, agressão e até apreensão de bateria. Destruíram as barracas e aprenderam bebidas de quem não estava comercializando", protestou Nelson.

MUITA VIOLENCIA

"Violência física e verbal para cima de crianças e adultos. Falei na hora com chefe da Guarda Municipal e Setec, cujo presidente reconheceu os erros. Eles já estão avisados. Tomaremos providência. É inaceitável e inadmissível o que conseguiram gerar num com uma só torcida", emendou.

ENTENDA O CASO

Cavalaria x Torcedores. Foto: Washington Mello
Cavalaria x Torcedores. Foto: Washington Mello

O conflito começou minutos depois de a torcida ter recebido, com grande festa, o Flecha Verde, ônibus em que a delegação do Guarani desembarcou no estádio.

Policiais efetuaram disparos de bala de borracha ao perceberem que alguns torcedores subiram no teto do veículo, já com todos atletas no vestiário.

MUITAS PESSOAS MACHUCADAS
Como consequência, dezena de pessoas de lesionaram e colecionaram marcas no corpo - uns, inclusive, foram socorridos pelo ambulância e não puderam prestigiar o clássico.

Outros, incluindo a família do técnico Thiago Carpini, também enfrentaram problemas com gás de pimenta e toda confusão generalizada.

O ato gerou revolta nos bugrinos, que atiraram vários objetos, como rojões, latas, pedras e garrafas, em direção à PM.

Guardas atiram a esmo e atingem torcedores inocentes
Guardas atiram a esmo e atingem torcedores inocentes