Pitarelli, o goleiro que pegava pênaltis

Pitarelli, o goleiro que pegava pênaltis

por ARIOVALDO IZAC - -

Seja qual for o destino do Guarani na Copa São Paulo da presente temporada, o atacante Davó já entrou para a história com os quatro gols marcados na goleada por 5 a 0 sobre o Inter (RS) neste 13 de janeiro.

Há exatos 25 anos a torcida bugrina não apenas foi presenteada com o primeiro título da competição, como revelou um goleiro pegador de pênaltis: Adriano Pitarelli, 1,93m de altura e envergadura privilegiada para saltos impressionantes.

Além disso, mostrava determinação na saída da meta quer para interceptação de bolas alçadas, quer no enfrentamento direto no chão com atacantes adversários, com fechando o ângulo.

Apesar das citadas virtudes, Pitarelli teve que aguardar dez rodadas do Campeonato Paulista daquela temporada para estrear na equipe principal, ao comemorar vitória por 3 a 1 sobre o Mogi Mirim, em Campinas.

NARCISO E HIRAN

Quando se supunha que pudesse se firmar como titular, após sequência de jogos, o titular Narciso retomou a posição. E o caldo engrossou ainda mais no ano subsequente quando se transformou em terceira opção, com a chegada do goleiro Hiran.

Sem chances de ser escalado, dirigentes bugrinos optaram por emprestá-lo ao Mogi Mirim, sob pretexto de ganhar maturidade.

Todavia, no retorno a Campinas foi reserva direto de Hiran, e posteriormente participou de revezamento com Gléguer, goleiro revelado na base do clube.

OUTROS ARES

A partir de 1999 Pitarelli mudou definitivamente de ares, ao jogar no Sport Recife e se destacar na Portuguesa Santista, o que recomendou contratação pelo Santos.

Como enfrentar desafio para barrar goleiros renomados como Carlos Germano e Fábio Costa, durante a passagem de dois anos pelo clube?

O jeito, então, foi encarar a estrada da volta no futebol, aceitando aceno de clubes de menor expressão, a maioria do interior paulista.

Assim, a carreira de atleta se prolongou até 2011, com contrato assinado no Santacruzense.

Hoje, esse jalesense está radicado em São José do Rio Preto, atua no ramo da gastronomia, e já demonstra não ter apreço pelo futebol.

 
 
" />