Ídolo na Coréia, técnico deve definir seu futuro nos próximos dias

André Gaspar, esteve por cinco anos à frente do Daegu FC, da Coreia do Sul

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 18 (AFI) - As competições na Coréia do Sul da primeira e segunda divisão já tem data para a estreia, que começa no próximo dia 27 de fevereiro. Na K1, o Jeonbuk Hyundai foi a grande sensação da temporada 2020, quando conquistou o título da Liga de Futebol e também abocanhou a Copa da Coréia, equanto na K2 o Jeju United foi o grande campeão.

DE VOLTA?

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
E quando se fala de Futebol Coreano é fácil lembrar de um técnico brasileiro que é ídolo naquele país. Trata-se de André Gaspar, que durante cinco anos esteve à frente do Daegu FC.

O treinador chegou ao clube em 2015 como auxiliar técnico e logo no ano seguinte foi vice-campeão da League K2 e garantiu o acesso à Elite Coreana e em 2017 foi efetivado o treinador do clube, onde permaneceu até início de 2020.

Após sua saída do Daegu, o treinador recebeu uma proposta para dirigir o Al-Hazem, da Árabia Saudita, mas sua passagem pelo clube não foi tão longa e acabou deixado o clube e continua analisando propostas. Seu destino ainda para essa temporada pode ser o Futebol Coreano, onde virou ídolo pelos grandes trabalhos, acesso, título, classificação inédita para Liga dos Campeões da Ásia, quebras de tabu e título inédito da Copa da Coréia.

"Minha passagem pela Coréia é vencedora, onde abrimos portas para um futuro retorno naquele país, no qual tenho um grande carinho e respeito, mas estamos analisando outras sondagens e estamos analisando com carinho", disse o treinador.

MERCADO

Se o treinador tem grande mercado no futebol Coreano, há quem diga que André Gaspar, que teve uma passagem curta no Al-Hazem, pode retornar para Arábia Saudita, pois quando ainda dirigia o Daegu, com uma grande campanha, ele chegou a ser sondado por clubes Árabes na ocasião.

"Eu só posso falar de algo que realmente chegue até a mim, ou seja, proposta concreta para que possamos analisar e ver as possibilidades, mas no momento estou apenas no aguardo para que possamos voltar ao batente", afirmou o técnico André Gaspar.

MAIS DE ANDRÉ GASPAR

Ex-atleta revelado pelo Santos, André Gaspar também jogou pela Portuguesa Santista e Marília, mas foi na Coréia do Sul que acabou brilhando como atleta, jogando pelo Anyang (hoje Seoul FC), onde logo em sua primeira temporada foi campeão da K League, sendo líder de assistências do torneio e escolhido entre os 11 melhores da competição.

No ano seguinte, foi vice-campeão da K League de 2001 e deixou clube, indo jogar no Qingdao Jonoon, da China onde permaneceu por duas temporadas e voltou ao Brasil em 2005, para jogar no Bragantino e encerrar a carreira.

CARREIRA COMO TREINADOR

Após encerrar carreira como atleta, André Gaspar foi gerente de futebol e auxiliar técnico no Bragantino de 2009 a 2013 e no ano seguinte recebeu o convite para assumir a equipe em poucos jogos pela Série B do Brasileiro, livrando o Massa Bruta do rebaixamento. Em 2015, recebeu o convite para ser auxiliar técnico no Daegu, onde conquistou muitas glórias.

Em 2017, André Gaspar assumiu a equipe do Daegu após demissão do treinador e pegou a equipe na última posição, tendo uma arrancada sensacional e terminanado o campeonato em oitavo. Já em 2018, conquistou de forma histórica e invicta o titulo da Copa da Coréia e uma vaga na Liga dos Campeões da Ásia e também realizou a melhor campanha do clube na Liga da Coréia, terminando na sétima posição.

Já na Liga dos Campeões da Ásia, em sua primeira participação, o time de André Gaspar realizou uma grande campanha, pois era a equipe com o menor investimento e conquistou três vitórias e sofreu três derrotas.