Adaptado na Bélgica, zagueiro ex-Ponte Preta fala da estreia na Liga dos Campeões

Luan Peres, no entanto, sabe muito bem que o trio de adversários não se restrige apenas às três estrelas citadas

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 11 (AFI) - A ansiedade, ele mesmo revela, é gigantesca. Não à toa. Com 24 anos recém completados, Luan Peres terá a chance de disputar a maior competição de clubes do mundo, a Champions League. Após trocar a Ponte Preta e o Fluminense pelo Club Brugge, o defensor está a apenas uma semana de debutar na competição. Já adaptado na Bélgica, onde o clube lidera a competição nacional, o zagueiro sabe que terá grandes jogadores pela frente.

“É uma Champions. Por sermos uma equipe considerada um pouco menor no torneio, sabíamos que o grupo seria complicado como foi. É só pedreira. Vamos encarar estrelas do futebol mundial. Tem o Borussia do Reus, um dos caras mais talentosos da Alemanha, joga demais. No Atlético nem se fala, o Griezmann acabou de conquistar a Copa sendo protagonista. E no Monaco tem o Falcao, um típico 9, matador, rápido, que você não pode dar brecha. São só feras”, avaliou.

Reus, Griezmann e Falcao García: a uma semana da estreia na Champions, Luan Peres destrincha rivais
Reus, Griezmann e Falcao García: a uma semana da estreia na Champions, Luan Peres destrincha rivais
CRESCIMENTO
Luan Peres, no entanto, sabe muito bem que o trio de adversários não se restrige apenas às três estrelas citadas. Vai muito além disso.

“Se eu falar vou ter que citar todos. Tem Witsel, Kagawa, Gotze no Borussia. O Atlético tem dois gigantes na zaga que são Godin e Gimenez, que são referências pra mim como defensor. Tem o Jemerson, brasileiro do Monaco e outro grande zagueiro. Enfim, são pedreiras. Mas nós não temos nada a perder. E de vez em quando pintam algumas surpresas na Champions”, emendou.

SEM MEDO
Para o defensor brasileiro, o Club Brugge tem que respeitar os rivais. Mas sem ter medo.

“Sabemos sim que eles são os favoritos. Temos que respeitar por isso. Mas nada de medo. Não é impossível aprontarmos no grupo. Claro que vai ser difícil demais, mas temos que tentar, jogar. Foco total no primeiro jogo que é contra o Borussia e na nossa casa. Um resultado positivo nessa estreia nos ajuda demais na largada da Champions”, finalizou Luan Peres, que já soma seis partidas pelo Club Brugge.

 
 
" />