Candangão: Na semana da decisão, Brasiliense terá treze jogadores julgados no TJD/DF

No primeiro jogo disputado no sábado, o Gama saiu na frente vencendo por 3 a 1

por Sérgio Porto

Brasília, DF, 15 (AFI) - O Brasiliense está disputando as finais do Candangão 2019 frente à Sociedade Esportiva do Gama. No primeiro jogo disputado no sábado, o Gama saiu na frente vencendo por 3 a 1. O time do técnico Vilson Tadei agora pode até perder por um gol de diferença para o Brasiliense no dia 20 de abril, que estará levantando o título de campeão brasiliense de 2019.

Ao time do técnico Ricardo Antônio, o Brasiliense, só uma vitória por três gols de diferença lhe dará o título candango de forma direta. Caso o Brasiliense alcance uma vitória por dois gols de diferença frente ao Gama, no estádio Mané Garrincha, a decisão do 44º Campeonato Brasiliense de Futebol será em cobranças de penalidades máximas.

Na semana da decisão no DF o Brasiliense terá treze jogadores julgados no TJD/DF (Foto: metrópoles.com)
Na semana da decisão no DF o Brasiliense terá treze jogadores julgados no TJD/DF (Foto: metrópoles.com)
O técnico Ricardo Antônio, do Brasiliense, terá o desfalque já certo do meio campista Geovane que recebeu o terceiro cartão amarelo na derrota de 3 a 1 para o Gama.

O treinador do jacaré brasiliense contará com os retornos do goleiro Edmar Sucuri, do zagueiro campeão do mundo Lúcio, além do volante Radamés, todos que cumpriram suspensão no jogo de ida das finais do Candangão.

ENTENDA
Porém, a Primeira Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva do DF julgará na próxima quarta-feira, 17 de abril, a partir das 19:30 horas o processo 021/2019 referente ao jogo Brasiliense x Paracatu disputado no dia 7 de abril deste ano. Foram denunciados o Brasiliense Futebol Clube, o Paracatu Futebol Clube, além de integrantes das comissões técnicas das duas equipes. Ainda, 13 jogadores do Brasiliense e 12 atletas do Paracatu.

Brasiliense e Paracatu serão julgados nos artigos 206 (Dar causa ao atraso do início da realização de partida), 213 (Deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir desordens e invasão de campo) e 257 (Participar de rixa, conflito ou tumulto, durante a partida, prova ou equivalente)do CBJD.

Os jogadores Radamés, Erick Flores, Lúcio, Fernandes, Gabriel, Romano, Welton Felipe, Wallace, Émerson Martins, Peninha, Vitor Mariano, Reinaldo e Mirandinha, do Brasiliense serão julgados nos 254-A, 257 e 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. 12 atletas do Paracatu (Acerola, Eliomar, Douglas Rato, Pierre, Gustavo Miranda, Magal, Batata, Igor Pato, Maycon Alagoano, Ávine e Gustavo Rocha) também serão julgados, todos pelos acontecimentos relatados na súmula da arbitragem do jogo Brasiliense 3x2 Paracatu no estádio Abadião, na partida de volta das semifinais do Candangão 2019.

Estes artigos preveem punições por praticar agressão física durante a partida, como também, participar de rixa, conflito ou tumulto, durante a partida, prova ou equivalente. Também, invadir local destinado à equipe de arbitragem, ou o local da partida,

COM O JURÍDICO LADO A LADO
No momento, o maior reforço que o técnico Ricardo Antônio, do Brasiliense, espera contar para a partida final do Candangão frente ao Gama no sábado, é o apoio do departamento jurídico do clube, para evitar que seus atletas que serão julgados na quarta-feira, possam ser desfalques para a grande decisão do futebol do Distrito Federal.