BRASILIENSE: Verdão conquista o 12.º título com invencibilidade de 17 jogos

Empatou com o Brasiliense por 2 a 2 no Mané Garrincha e já tinha vencido no primeiro jogo por 3 a 1

por Sérgio Porto

Brasília, DF, 20 (AFI) - Neste sábado, no estádio Nacional Mané Garrincha, no Plano Piloto da Capital do Brasil, foi realizada a partida final 44.º Campeonato Brasiliense de Futebol, edição 2019. Brasiliense e Gama fizeram o jogo da volta das finais do Candangão deste ano. O Gama sagrou-se campeão invicto, sem perder por 17 jogos.

COBERTURA COMPLETA

O Portal FUTEBOL INTERIOR acompanha todos os Campeonatos Estaduais do Brasil online pelo PLACAR AO VIVO e também depois com comentários e destaques da rodada.

Baixe também o Aplicativo - App Placar FI - tanto pelo Google Play como APP Store.

VEJA TODOS OS DETALHES DOS ESTADUAIS!

TÍTULO E VAGAS
O jogo ficou empatado em 2 a 2. Foi a sexta vez que as duas equipes disputaram título. Foram três títulos do Brasiliense e agora três conquistas do Gama. No jogo de ida o Gama venceu por 3 a 1. O Gama conquistou o seu 12º título do Distrito Federal.

O Gama entra em férias em 2019 e está garantido na Série D, Copa do Brasil e Copa Verde de 2020 juntamente com o Brasiliense. O jacaré brasiliense disputará a Série D deste ano.

Vilson Tadei: méritos de todos
Vilson Tadei: méritos de todos

TÉCNICO DIVIDE MÉRITOS
Grande parte da conquista se deve ao trabalho do técnico Vilson Tadei.

"Acho que os méritos devem ser divididos pelo esforço da diretoria, o empenho dos jogadores e o comando de toda a comissão técnica" - resumiu o treinador.

RÁDIO FI E DF 10
Este jogo foi transmitido ao vivo, direto do Mané Garrincha, pela Rádio Futebol Interior - Rádio FI - em parceria com a Equipe Show de Bola da Rádio DF 10. O comando geral foi de Fábio Santos.


JOGO ABERTO
O Brasiliense buscou o ataque, mas o Gama partia nos contra ataques e teve a primeira chance aos 9 minutos com Gilsinho, finalizando sobre o gol de Edmar Sucuri. O Brasiliense respondeu com uma cabeçada de Michel Platini para grande defesa de Rodrigo Calaça, do Gama.

Aos 19 minutos, contra ataque do Gama e Tarta deu um chutaço de fora da área fazendo Gama 1 x 0 Brasiliense. Aos 29 minutos uma falta para o Brasiliense e Reinaldo cobrou para fora.

O Brasiliense tirou Dudu para a entrada do atacante Reinaldo. Aos 31 minutos Maikon Leite cruzou e Reinaldo finalizou e Calaça fez grande defesa.

Aos 35 minutos Gilsinho cruzou e o atacante Nunes, do Gama, tentou de letra e a bola foi para fora. Aos 44 minutos o zagueiro Lucio chutou contra o próprio gol e Edmar Sucuri salvou o Brasiliense.

ENERGIA PARA JOGO
No segundo tempo aos 8 minutos, em função de falta energia o arbitro Sávio Sampaio paralisou o jogo. Depois de comum acordo com todos a bola voltou a rolar. Aos 11 minutos, Gilsinho chutou pela meia esquerda e fez Gama 2 a 0.


Na saída de bola do Brasiliense, Alex Murici lançou e Michel Platini mandou para o fundo da rede, fazendo Brasiliense 1x2 Gama.

Aos 22 minutos o atacante Reinaldo acertou o travessão do goleiro Calaça, do Gama. Aos 33 minutos, um chutaço de Maykon Leite faz o gol de empate do Brasiliense.

CONQUISTA MERECIDA
O zagueiro Émerson do Gama, falando à Rádio DF10

que :a conquista corooava o trabalho do clube.

“Merecíamos este título e com muita raça e união vencemos”, disse o zagueiro gamense.

O experiente goleiro Rodrigo Calaça falou que foi justo:

“Foi um trabalho bastante forte, com força, vontade e união somos campeões. Parabéns à todos”, disse o goleiro gamense.

Ficha Técnica

Fase
Final
Rodada
2ª rodada
Data
20/04/2019
Horário
16h00
Local
Mané Garrincha - Brasília (DF)
Árbitro
Sávio Sampaio

Renda
R$ 254.116,00
Assistentes
Lucas Guerra e Lucas Modesto

Público
14.736 torcedores
Cartões Amarelos
Brasiliense: Aldo, Erick Flores, Dudu
Gama: Gustavo, Nunes, Tarta, Gilsinho, Wisman, Emerson

Gols
Brasiliense: Michel Platini 12' 2T, Maikon Leite 32' 2T
Gama: Tarta 18' 1T, Gilsinho 11' 2T
Brasiliense
Edmar Sucuri;
Alex Murici, Lúcio, Badhuga e Romano;
Aldo (Romarinho), Dudu (Reinaldo), Morais e Erick Flores (Peninha); Maykon Leite e Michel Platini
Técnico: Ricardo Antônio
Gama
Rodrigo Calaça;
Felipe Tavares; Gustavo, Emerson e Mário Henrique (Gleidson);
Wagner Balotelli, Tarta, Gilsinho (Thiago Gaucho) e Jefferson Maranhão; Nunes e Vitor Xavier (Wisman)
Técnico: Vilson Tadei