Jogo do Candangão tem um pagante e campo sendo pintado no intervalo

João Marcos Marra, de 25 anos, foi o único torcedor que pagou para assistir a partida entre Bolamense e Real

por Agência Futebol Interior

Brasília, DF, 08 (AFI) – A sétima rodada do Campeonato Candango entrará para história. Na vitória do Real por 1 a 0 para cima do lanterna Bolamense, apenas um torcedor pagou por ingresso para entrar no Estádio Abadião. Nunca antes o torneio contou com apenas um pagante.

A confusão começou com a chegada dos torcedores ao estádio. Com a partida perto do seu início, a diretoria do Bolamense avisou que os ingressos não haviam sido produzidos até o momento. Com isso, a decisão foi em abrir os portões e pedir para que os torcedores voltassem depois para pagar pelo ingresso.

No entanto, apenas o engenheiro eletricista, João Marcos Marra, de 25 anos, voltou para quitar a dívida. Os demais 53 presentes no Abadião acabaram tendo a entrada gratuita.

Curiosamente, a renda divulgada foi de R$ 63. Isso ocorreu pois os funcionários do clube, sem ter os ingressos para comercializar, cobraram R$ 1 por pessoa, exceção feita pelo engenheiro que adquiriu o convite corretamente.

Único ingresso comprado da partida entre Bolamense e Real - Candangão da Depressão
Único ingresso comprado da partida entre Bolamense e Real

E não parou por aí. Durante o intervalo da partida, funcionários resolveram pintar o gramado. A atitude foi levada em tom de brincadeira, mas acaba sendo trágica visando à condição do nosso futebol em alguns estados.

TABELA
O resultado da partida marcada para a história como a de pior público pagante deixou o Bolamense na lanterna, sem nenhum ponto conquistado em sete rodadas. O Real, por outro lado, é o quarto, com 13 pontos.