CANDANGÃO: Heroico, Gama vence, quebra tabu e é o 1º campeão estadual de 2015!

Foi o 11º título do Verdão, enquanto o Brasília acumulou o terceiro vice seguido e não é campeão desde 1987

por Sérgio Porto

Brasília, DF, 0 (AFI) – Depois de 12 anos, a maior torcida do Distrito Federal finalmente voltou a comemorar o título candango. Aos gritos de “time de guerreiros” no Estádio Mané Garrincha, o Gama segurou o Brasília de forma heroica, após atuar por quase 90 minutos com um jogo a menos – o zagueiro Dudu foi expulso aos cinco minutos. Com um gol do atacante Grampola, nos acréscimos, o time venceu, por 1 a 0, e garantiu a 11ª taça. Título que não acontecia desde 2003.

No jogo de ida, o Verdão havia goleado, por 3 a 0, e poderia perder até por dois gols de diferença. O Colorado, que teve melhor campanha, precisava ganhar por três gols de diferença. E nem mesmo o fato de atuar com um a mais quase todo o jogo, fez o time chegar ao gol.

A partida foi marcada por muito nervosismo e um festival de cartões. Ao todo, foram nove cartões amarelos e três vermelhos. Pelo Gama, foram amarelados Dudu, Baiano, Gusttavo e Zé Augusto. Enquanto isso, no Brasília saíram amarelos para Giba, André, Pedro Ayub, Héverton e Morais. Além do vermelho para Dudu, foram expulsos Rafinha, no Alviverde, e Fernandinho, no Colorado.

Com este título, o Gama volta a abrir vantagem sobre os rivais na galeria de troféus. O time chegou a 11 conquistas estaduais, abrindo três de diferença para Brasiliense e Brasília, que tem oito conquistas cada. O Colorado acumula o terceiro vice seguido e segue sem ser campeão estadual desde 1987.

EXPULSÃO MUDA O JOGO
O jogo tinha tudo para ser tranquilo para o Gama. Com a vantagem construída na ida, por conta da vitória por 3 a 0, o time alviverde precisava apenas evitar uma goleada. O que os torcedores gamenses, em ampla maioria, não esperavam é que em cinco minutos o zagueiro Dudu receberia dois amarelos e seria expulso.

Com um a mais, o Brasília assumiu o controle do jogo e passou a pressionar o adversário. Apesar do domínio, o time colorado encontrou dificuldades para finalizar. E para piorar, o Verdão explorava os contra-ataques. Aos 16 minutos, o atacante Grampola dominou no peito e tocou para Daniel bater para boa defesa do goleiro Arthur, no centro do gol.

Nos minutos seguintes, o cenário do jogo não se alterou. Mesmo em desvantagem numérica, o time alviverde seguiu se defendendo muito bem. O Colorado só voltou a assustar aos 38 minutos. A defesa adversária bobeou e o meia Héverton chegou finalizando na área, por cima do gol.

No final o jogo esquentou. Aos 45 minutos, o lateral Dudu Gago alçou na área e Grampola cabeceou para grande defesa de Arthur. Um minuto depois, saiu a resposta. O zagueiro Jesiel falhou, mas por sorte, o meia Héverton desperdiçou outra grande chance.

NA RAÇA E NO GRITO!
Na segunda etapa, o Gama perdeu a oportunidade de liquidar o jogo logo aos cinco minutos. O veterano Baiano deu linda assistência para o meia Hériclis, que na cara do gol chutou fraco, nas mãos de Arthur. O Brasília não parecia atuar com um jogador a mais e sentiu bastante os primeiros minutos.

Aos nove, os alviverdes assustaram de novo. Baiano apareceu mais duas vezes. Primeiro, ele alçou na área e Grampola desviou para grande defesa do goleiro, que espalmou para fora. Na cobrança do escanteio, o ex-volante de Palmeiras e Santos mandou no travessão e quase fez olímpico.

Conforme o tempo passou, o jogo ficou violento. Muito por conta do nervosismo colorado. Aos 19 minutos, o lateral Rafinha, do Gama, e o meia Fernandinho, do Brasília, foram expulsos. O que deixou o jogo ainda mais aberto e também ainda mais dramático.

No final, o Verdão foi carregado no colo pela torcida alviverde, que era cerca de 90% dos quase 25 mil pagantes presentes. Nos acréscimos, aos 47 minutos, Grampola fez a festa da galera, ao marcar o gol do título em um belo chute do meio da rua, que encobriu o goleiro.

Ficha Técnica

Brasília

Brasília
0 x 1
Gama

Gama

Fase
Final
Rodada
2ª rodada
Data
02/05/2015
Horário
16h30
Local
Mané Garrincha - Brasília (DF)
Árbitro
Rodrigo Raposo

Renda
R$ 299.464,00
Assistentes
Lucas Modesto e Leila Cruz

Público
24.046 pagantes
Cartões Amarelos
Brasília: Giba, André, Pedro Ayub, Héverton, Morais
Gama: Dudu, Baiano, Gusttavo, Zé Augusto

Cartões Vermelhos
Brasília: Fernandinho
Gama: Dudu, Rafinha
Gols
Gama: Rafael Grampola 47' 2T
Brasília
Arthur;
Fernando (Gizo), André, Índio e Santos;
Pedro Ayub (Anjinho), William e Héverton;
Michel Platini, Giba e Bruno Moraes (Fernandinho)
Técnico: Luís Carlos
Gama
Pereira;
Dudu Gago, Gusttavo, Dudu e Rafinha;
Lucas, Baiano e Hériclis (Lenílson);
Daniel (Galiardo), Miracema (Jesiel) e Grampola.
Técnico: Gilson Granzoto
 
 
" />