De volta após três anos, Jobson ainda sonha com a Seleção Brasileira

De volta após três anos de suspensão, o atacante, que atualmente defende o Capital, de Brasília, quer voltar a jogar em alto nível

por Sérgio Porto

Campinas, SP, 11 (AFI) - O atacante Jóbson, de 30 anos, está de volta após três anos longe dos gramados. Ele atualmente é jogador do Brasiliense Futebol Clube e está emprestado ao Capital Clube, que disputa a Segunda Divisão do Distrito Federal. Nesta volta, o jogador já marcou dois gols em duas partidas disputadas pelo Capital.

Em entrevista ao Programa Resenha FC no DFSports de Brasília, o jogador afirmou:

“Sou primeiramente muito grato ao senhor Luiz Estevão, do Brasiliense, por esta oportunidade que está me dando. Eu estava parado e o clube me abriu uma oportunidade com um contrato de três anos."

"Quero fazer o possível e o impossível para que eu possa ajudar o Brasiliense a voltar para o lugar de onde não deveria ter saído. Vamos trabalhar muito e espero que o clube possa trazer jogadores de qualidade para que possamos realizar uma ótima temporada no ano que vem”, disse Jóbson.

ÚLTIMA PARTIDA ANTES DA SUSPENSÃO
Sobre sua parada no futebol em 2015, o atacante relembrou sua última partida como profissional:

“Se não me engano, minha última partida foi pelo Botafogo frente ao Fluminense, e nós vencemos nos pênaltis. Naquele momento chegou a minha suspensão. Eu quero muito aproveitar esta oportunidade que estou tendo agora. Sou mais uma vez grato ao Brasiliense”.

O jogador será comandado pelo técnico Adelson de Almeida no Jacaré e ele acredita que ano que vem disputará um grande campeonato.

“Que possamos realizar um grande campeonato em 2019 e levar o Brasiliense à série C. Por enquanto estou atuando por empréstimo ao Capital e estamos nas semifinais da Segunda Divisão. Quero ajudar este clube a subir para a elite do estadual"

Jóbson está de volta ao futebol após três anos de suspensão
Jóbson está de volta ao futebol após três anos de suspensão

O REENCONTRO
Jóbson ficou muito contente em reencontrar o treinador.

"Sobre reencontrar o técnico Adelson de Almeida, eu fico muito feliz. Foi ele quem me deu a oportunidade na base do clube. O considero um grande treinador".

Com relação ao seu futuro, o atacante quer voltar a ser reconhecido no futebol brasileiro.

“Quero primeiro me recuperar fisicamente e voltar a ser um jogador reconhecido no cenário do futebol brasileiro. Quero cumprir meu compromisso com o Brasiliense. Caso tudo ocorra conforme estamos planejando, depois ainda tenho alvo de estar em um grande clube do Brasil."

QUER VOLTAR
"O Botafogo do Rio é uma agremiação que sempre sonhei em voltar. Como sonhar nos é permitido, caso eu consiga me destacar no futebol brasileiro novamente, uma oportunidade na seleção brasileira seria a consequência de tudo que espero desenvolver. Vamos passo a passo, seguindo o que estamos desenvolvendo neste projeto do meu retorno ao cenário esportivo do Brasil”, afirmou o atacante.

O Brasiliense disputará em 2019, o Candangão, Copa Verde e Copa do Brasil e a série D do Campeonato Brasileiro.

 
 
" />