Magrão recebe elogios dos companheiros do Sport e querem raça como exemplo de recuperação

Voltar a vencer é essencial para os leoninos retomarem a confiança e se distanciar da zona de rebaixamento.

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 9 (AFI) - O Sport saiu de campo neste sábado, contra o Cruzeiro, com sensações praticamente opostas: se por um lado, existe a comemoração pela defesa de pênalti de Magrão, aos 41 minutos do segundo tempo, do outro tem a lamentação por não ter conseguido a vitória dentro de casa, na Ilha do Retiro.

Voltar a vencer é essencial para os leoninos retomarem a confiança e se distanciar da zona de rebaixamento. O leão continua na zona de rebaixamento, em 17.º lugar, com 24 pontos.

“Magrão é um ídolo indiscutível e um grande atleta, esse pênalti que ele pegou nos ajudou muito. Ficamos chateados pela vitória não ter vindo. O jogo foi muito equilibrado e pressionamos no final, podíamos ter saído com os três pontos”, disse o lateral-direto Raul Prata, que entrou em campo no intervalo da partida.

Sport empatou em casa e graças ao goleiro Magrão
Sport empatou em casa e graças ao goleiro Magrão

SERVE DE EXEMPLO
O zagueiro Durval compartilha da opinião e reforça que o ritmo do final da segunda etapa sirva de exemplo para os próximos jogos.

“Precisamos manter essa pegada que tivemos, pressionando muito no final e quase chegando ao gol.

Infelizmente não conseguimos a vitória, mas precisamos voltar a vencer para sair dessa situação o mais rápido possível”, comentou o Xerife.

“A gente sabe da qualidade do Cruzeiro e também teve a bela defesa de Magrão, mas temos que fazer o dever de casa. Temos que trabalhar, caprichar mais em onde estamos errando e voltar a vencer”, emendou o atacante Hernane.

 
 
" />