Mirassol-SP 1 x 0 Ferroviária-SP - Leão faz jus ao fator casa e entra no G4 do Grupo A7

O único gol do duelo paulista foi marcado por Cássio Gabriel, ainda no primeiro tempo da partida

por Agência Futebol Interior

Mirassol, SP, 11 (AFI) - No duelo paulista que fechou as disputas do Grupo A7 do Campeonato Brasileiro da Série D na noite deste domingo (11), o Mirassol recebeu e venceu a Ferroviária, pelo placar de 1 a 0, no Estádio José Maria de Campos Maia. Com o resultado, a equipe mirassolense entrou no G4 e empatou em número de pontos com o rival.

Agora, as duas equipes somam oito pontos, com um retrospecto de duas vitórias, dois empates e uma derrota e estão dentro da zona de classificação para a sequência da competição nacional. A Ferroviária fica em terceiro, já que leva a melhor nos critérios de desempate. Já o Mirassol está em quarto. A líderança da chave é do Bangu-RJ com 11, seguido do Cabofriense-RJ, com nove.

PRIMEIRO TEMPO
Jogando em casa, o Mirassol começou a partida em cima e logo no primeiro lance da etapa inicial, ficou muito perto de abrir o placar. Depois de uma boa troca de passes na entrada da área, a bola sobrou para Cássio Gabriel que arriscou de longe e a bola saiu raspando a trave do goleiro Saulo, que só ficou olhando a bola sair. A resposta da Ferroviária veio minutos depois. Aos quatro, depois de uma bobeada da defesa adversária, Branquinho chutou de fora da área e Felipe Lacerda defendeu. Hygor pegou o rebote, mas mandou para fora.

Mirassol-SP vence Ferroviária-SP na quinta rodada da Série D (Fotos: Marcos Freitas/ Agência Mirassol)
Mirassol-SP vence Ferroviária-SP na quinta rodada da Série D (Fotos: Marcos Freitas/ Agência Mirassol)

A partir daí, ambas as equipes seguiram fazendo pressão. Enquanto o Mirassol teve duas boas chances com Fabrício e Minho, a Ferroviária também chegou com perigo em um chute cruzado de Branquinho, que quase foi no ângulo. Porém, foram os donos da casa que tiraram o zero do placar. Aos 29, em um contra-ataque rápido, Cássio Gabriel recebeu cara-cara com Saulo e bateu na saída do goleiro, que nada pode fazer. Nos minutos finais, a partida seguiu movimentada, mas o primeiro tempo terminou mesmo em 1 a 0.

SEGUNDO TEMPO
No segundo tempo, o ritmo da partida caiu um pouco. Enquanto a Ferroviária tentava se mandar a qualquer custo para o ataque, em busca do gol de empate, o Mirassol recuou um pouco, mas seguiu pressionando a saída de bola adversária. A melhor chance do início da segunda etapa veio aos oito, quando Cássio Gabriel cruzou rasteiro e Igor apareceu de surpresa na área para bater forte. Mas a bola acabou saindo por cima do gol.

A resposta da Ferroviária veio nos minutos finais, aos 37. Bruno Recife disparou pela esquerda, cruzou na área e Hygor cabeceou firme, mas acabou mandando por cima do gol. A partir daí, ambas as equipes foram para o tudo ou nada e o time visitante acertou a trave e o travessão por duas vezes, com Pio. Até por conta disso, a partida terminou mesmo com a vitória do Mirassol por 1 a 0.

PRÓXIMOS JOGOS
Os dois times voltam a campo na próxima quarta-feira (14) para a disputa da sexta rodada do Grupo A7 do Campeonato Brasileiro da Série D. Fora de casa, o Mirassol visita a Portuguesa-RJ, no Estádio Luso-Brasileiro, às 15h. Um pouco mais tarde, às 19 horas, a Ferroviária recebe o Cabofriense-RJ, na Arena Fonte Luminosa.

Ficha Técnica

Fase
Primeira Fase
Rodada
5ª rodada
Data
11/10/2020
Horário
19h00
Local
José Maria de Campos Maia - Mirassol (SP)
Árbitro
Adriano de Assis Miranda (SP)

Renda
--
Assistentes
Leonardo Tadeu Pedro (SP) e Paulo Cesar Modesto (SP)

Público
Portões Fechados
Cartões Amarelos
Mirassol-SP: Daniel
Ferroviária-SP: Lucas Mendes, Hygor

Gols
Mirassol-SP: Cássio Gabriel 26' 1T
Mirassol-SP
Felipe Lacerda (Jeferson);
Vinicius, Danilo Boza, Jonatham e Luiz Henrique;
Daniel (Léo Artur), Igor Henrique (França), Cássio Gabriel (Alison), Eduardo e Minho (Netto);
Fabrício.
Técnico: Eduardo Baptista
Ferroviária-SP
Saulo;
David Pastor (Lucas Mendes), Max, Matheus Salustiano e Bruno Recife (Arthur Henrique);
Nando (Tiago Marques), Tony e Felipe Mateus;
Branquinho (Jhoninha), Bruno Mezenga (Pio) e Hygor.
Técnico: Leonardo Mendes