Série D: Central demite técnico e jogadores ameaçam não entrar em campo

Além de defender o técnico, jogadores estão com três meses de salários atrasados

por Agência Futebol Interior

Caruaru, PE, 12 (AFI) - A segunda-feira nem bem começou e já está bem quente pelos lados de Caruaru. E nem estamos falando do clima do interior pernambucano. A diretoria do Central anunciou a demissão do técnico Sílvio Criciúma e os jogadores ameaçaram não entrar em campo por conta da queda do comandante.

O Central empatou com o Vitória da Conquista, por 1 a 1, no domingo, no Lacerdão. Esse foi o quinto empate do clube pernambucano em cinco jogos pelo Grupo 4 da Série D do Campeonato Brasileiro. O Central está na penúltima colocação, a dois pontos do G4.

Sílvio Criciúma chegou ao Central durante o Campeonato Pernambucano e conseguiu uma vaga nas quartas de final. Ele realizou dez jogos no comando da Patativa com duas vitórias, sete empates e uma derrota.

Demissão no Central. (Foto: Reprodução)
Demissão no Central. (Foto: Reprodução)
GREVE?

Após a notícia da demissão do treinador, 15 jogadores ameaçaram não entrar em campo contra o Frei Paulistano nesta quarta-feira, às 16 horas, no interior sergipano, pela sexta rodada. Os atletas estão sem receber há três meses.

Segundo o ge, os jogadores que estão à frente do movimento são Jefersson, Polegar, Filipe Costa, Lucão, Gustavo Henrique, Fernando Pires, Janderson, Evandro, Doda, Adailson, Soares, Leandro Costa, Gideão, Hebert e Joelson.