Tupi-MG 2 x 0 Hercílio Luz-SC - Galo quebra jejum de 300 dias e vence a primeira no ano!

Eliminado, o time de Minas ficou duas competições sem vitória em 2019

por Agência Futebol Interior

Juiz de Fora, MG, 09 (AFI) - A temporada 2019 terminou em grande estilo para o Tupi. Sem vencer no Campeonato Mineiro e na Copa do Brasil, o time de Juiz de Fora usou a última rodada da Série D do Campeonato Brasileiro para conquistar a primeira vitória no ano. No Estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora, o Galo derrotou o Hercílio Luz, por 2 a 0 e se despediu com resultado positivo.

Apesar da felicidade, o Tupi não teve muito o que comemorar, pois terminou na lanterna do Grupo A14, com cinco pontos. O Hercílio Luz, apesar da derrota, garantiu a classificação, terminando com nove pontos. O adversário dos catarinenses na próxima fase será o Brusque.

O Tupi apostou em jogadores formados nas categorias de base para buscar o resultado e conseguiu controlar boa parte do primeiro tempo. Os visitantes ainda ameçaram com Thiago Machado e Juliano, mas o placar foi para o intervalo empatado.

No segundo tempo, os mineiros voltaram pressionando e abriram o placar. Aos cinco minutos, Washington aproveitou rebote do goleiro e emendou para o gol. Com a classificação ameaçada, o Hercílio Luz se lançou ao campo de ataque, mas levou pouco perigo a Vilar. Em contra-ataque, o Galo aproveitou para ampliar com Samuel Cazares, aos 44 minutos, após tabela entre Washington e Ademilson.

Ficha Técnica

Fase
Fase de Grupos
Rodada
6ª rodada
Data
09/06/2019
Horário
18h00
Local
Mário Heleno - Juiz de Fora (MG)
Árbitro
Valdicleuson Silva da Costa - AP

Assistentes
Inácio Barreto da Camara - AP e Roberto Soares dos Santos Júnior - AP

Gols
Tupi-MG: Washington 5' 2T, Samuel Cazares 44' 2T
Tupi-MG
Vilar;
Thiago Ryan, Matheus Mega, Arthur Sanches e Pablo (Guilherme Canela);
Thales Fernandes (Baiano), João Vitor e Hugo Rodrigues;
Pedrinho (Samuel Cazares), Washington e Ademilson
Técnico: Tarso Guarino
Hercílio Luz-SC
Paulo Sérgio;
Thiago Machado, (Rafael Sayão) Murilo, Carlão Farias e Vavá;
Léo Costa (Matheus Arense), Rudnei e Juliano;
Erick, Kayron (Juazeiro) e Léo Bahia
Técnico: Júlio Cesar Nunes