Manaus-AM 2 (2) x (3) 1 Imperatriz-MA - Cavalo de Aço retorna à Série C após 10 anos

Time maranhense segura adversário e leva classificação nos pênaltis

por Agência Futebol Interior

Manaus, AM, 08 (AFI) - Foi com contornos dramáticos, mas o Imperatriz está de volta à Série C do Campeonato Brasileiro. Na tarde deste domingo, o time maranhense perdeu para o Manaus, de virada, por 2 a 1, no Ismael Benigno, na capital amazonense, mas faturou o acesso ao vencer nos pênaltis por 3 a 2. O grande herói foi o goleiro Jean, autor de duas defesas nas penalidades.

O Imperatriz havia vencido o jogo de ida por 1 a 0, segurou o Manaus do jeito que pode para levar a partida para os pênaltis. Os donos da casa poderiam ter saído com um placar mais largo, só que carimbou a trave duas vezes.

Fundado em 1962, o Imperatriz volta a jogar a Série C depois de 12 anos. A última participação da equipe havia sido em 2007, dois anos depois da conquista do primeiro título estadual em 2005.

O JOGO
O duelo não poderia começar mais quente. Em menos de seis minutos, um gol para cada lado. Quem abriu o placar foi o Imperatriz. Aos três, o meia Eloir desviou cobrança de escanteio para o fundo das redes. Em seguida, o Manaus respondeu na mesma moeda. O centroavante Nena subiu alto e igualou o marcador.

Passado o início maluco, o Manaus tentou retomar o controle da partida e impôs um ritmo forte. Nena, novamente na bola área, obrigou Jean a fazer grande defesa. Em seguida, foi a vez de Deurick assustar, carimbando o travessão.

O ritmo alucinante impostou pelo Manaus chegou ao final a partida da reta final do primeiro tempo. Desta forma, os visitantes aproveitaram para tentaram reagir. Kaka e Júnior Chicão tiveram a oportunidade de marcar em contra-ataque, mas erraram o alvo.

VAI PARA CIMA
Para tentar repetir o ímpeto da primeira etapa, o Manaus voltou com duas trocas: Jean Carlos e Panda. O Imperatriz, no entanto, esteve bem mais ligado e conseguiu segurar a pressão do rival durante o começo do segundo tempo. Desta forma, o duelo teve um ritmo desacelerado.

Sem conseguir espaço pelo chão, o Manaus exagerou das jogadas pelo alto. De tanto insistir, os donos da casa viraram o marcador. Aos 21 minutos, depois de cruzamento da esquerda de Rossini, Nena cabeceou e Jean fez grande defesa. No rebote, Derlan apareceu de surpresa para completar para o gol.

Novamente na bola aérea, o Manaus teve a oportunidade de ampliar a vantagem em cabeçada de Hamilton, que explodiu no travessão. O Manaus seguiu em cima e teve a chance de ampliar novamente com o camisa 10. Ele não conseguiu aproveitar rebote de Jean e mandou para fora, para desespero da torcida manauara.

SÃO JEAN
Com o empate no tempo normal, o duelo foi para as penalidades. Depois de um acerto para cada lado, Daniel Barros colocou o Imperatriz em vantagem (2 a 1). Panda teve oportunidade de empatar, mas mandou na trave. Em seguida, Gabriel retribuiu o erro e parou em Milton. Logo em seguida, Jean pegou cobrança de Rossini.

Júnior Chicão, do Imperatriz, isolou a quarta cobrança. Derlan marcou para o Manaus e recolocou a equipe na briga, empatando o duelo (2 a 2). André Penalva recolocou o Imperatriz em vantagem na quinta cobrança e colocou pressão nos donos da casa. Negueba foi para a bola no último pênalti, Jean caiu bem para defender e levou o Cavalo de Aço para a Série C.

Ficha Técnica

Fase
Quartas de Final
Rodada
2ª rodada
Data
08/07/2018
Horário
18h00
Local
Ismael Benigno - Manaus (AM)
Árbitro
Raphael Claus-SP

Assistentes
Kleber Lucio Gil-SC e Daniel Paulo Ziolli-SP

Cartões Amarelos
Manaus-AM: Cloves

Gols
Manaus-AM: Nena 6' 1T, Derlan 21' 2T
Imperatriz-MA: Eloir 3' 1T
Manaus-AM
Jonathan (Milton);
Derlan, Deurick, Paulão e Negueba;
Maceió (Jean Carlos), Amaral, Juninho (Panda) e Hamilton;
Nena e Rossini
Técnico: Aderbal Lana
Imperatriz-MA
Jean;
Gabriel, André Penalva, Maycon e Renan;
Cloves, Daniel Barros, Kanu e Eloir (Wanderley);
Júnior Chicão e Kaka (Neto)
Técnico: Marcinho Guerreiro
 
 
" />