Série D: Pelo Grupo A11, Ceilândia tem jogo de vida ou morte diante do Novo

Apesar de ter apenas um ponto, time comandado por Adelson de Almeida ainda depende só de si para sonhar com a próxima fase

por Sérgio Porto

Brasília, DF, 11 (AFI) - O Ceilândia, um dos representantes do Distrito Federal na Série D do Campeonato Brasileiro, tem um jogo de vida ou morte neste sábado, a partir das 16 horas no estádio Abadião, em Ceilândia, no Distrito Federal. Com somente um ponto ganho em três partidas no Grupo A11, os comandados de Adelson de Almeida ainda dependem só de si para sonharem com a próxima fase.

Com o início dos jogos de volta da primeira fase da competição, neste sábado, o adversário será o Novo-MS. Só um resultado fará com que o Ceilândia continue sonhando com uma vaga na próxima fase da competição nacional. O Gato Ceilandia tem de vencer. Qualquer outro resultado pode significar férias antecipadas em 2018.

Série D: Pelo Grupo A11, Ceilândia tem jogo de vida ou morte diante do Novo
Série D: Pelo Grupo A11, Ceilândia tem jogo de vida ou morte diante do Novo
A expectativa é que o experiente volante Didão esteja de volta ao time titular. Com isto Kasado ou Émerson Martins pode deixar o time. Já o experiente Clésio deu equilíbrio ao meio de campo do Gato Ceilândia. No ataque, Amoroso e Mirandinha.

O técnico Adelson de Almeida pode definir o Ceilândia formando com: Wendel; Dudu Lopes, Jéferson, Cocada e Mário Henrique; Didão (Kasado), Émerson Martins, Clésio e Willian; Amoroso e Mirandinha.

NOVOPERÁRIO QUER GARANTIR VAGA ANTECIPADA
Os comandados do técnico Ricardo Perpétuo chegam ao Distrito Federal na busca de se aproximar da classificação para a próxima fase da competição nacional. Com quatro pontos ganhos o time sul mato-grossense quer avançar na tabela de classificação. As novidades no elenco são ozagueiro Éverton e o meia João Lucas que chegaram e estão à disposição do técnico Ricardo Perpétuo.

Ceilândia x Novoperário, neste sábado, a partir das 15h30, no estádio Abadião, terá arbitragem de Jonathan Antero da Silva (RO), com os assistentes Márcia Lopes Caetano (SP) e Adenilson de Souza Barros (RO). O quarto árbitro será Maguielson de Almeida (DF).