Série D: após saída do técnico, presidente do Sinop também pede afastamento

Com problemas de saúde, Dal’Bosco se deligou do clube, que também, está sem técnico definido

por Jorge Maciel - Futebolpress

Sinop, MT, 08 (AFI) - O presidente Sinop-MT, Dilceu Dal’Bosco, e o diretor-financeiro do clube, Leandro Domingues, se desligaram do clube, uma semana depois da saída, também a pedido, do técnico Paulo Foiani. O anúncio oficial do afastamento foi feito em entrevista coletiva, nesta terça-feira, no escritório do clube.

O Sinop lidera o Grupo 11 da Série D com dez pontos e tem importante compromisso, fora, contra o Aparecidense-GO, no domingo, dia 13. O time vem sendo treinado pelo diretor de futebol, Marcos Azevedo.

Dilceu justificou o desligamento explicando que não está bem de saúde e que precisa de descanso, segundo orientação médica. O ex-diretor alegou compromissos empresariais urgentes. O vice-presidente, Luís Felipe Di Domenico, o Felipão,assume o cargo, e novo diretor-financeiro será Leonardo Perim.

“Estou realizando procedimentos médicos com maior frequência nos últimos meses, o que me leva a me afastar da presidência, porém continuarei com o grupo que se elegeu para comandar o Galo em duas temporadas”, disse Dilceu, que faz tratamento de um câncer na próstata.

O ex-presidente reforçou que o “Galo do Norte” é uma paixão sua e dos sinopenses, é o patrimônio da cidade e da sociedade que demostra isso, lotando o Gigantão, e que isso o move a continuar apoiando a diretoria e o clube, mas agora sem presidir o clube.

Dilceu, que deixa o clube junto com outro diretor, após a saída do técnico - Júlio Tábole
Dilceu, que deixa o clube junto com outro diretor, após a saída do técnico
ORGANIZAÇÃO
Num balanço rápido dos mais de dez meses à frente da agremiação, ele citou o planejamento e organização de uma gestão mais empresarial, em sistema administrativo informatizado, onde o financeiro tem todos os dados e cronogramas de despesas e receitas, a transparência adotada como política centrale disse que são alguns fatores que levaram o Sinop a uma “excelente campanha no Estadual e a liderança e eminente classificação na Série D”.

No momento, a preocupação é para que os acontecimentos extracampo não afetem o desempenho do time. O grupo continua treinando normalmentee três nomes estão sendo estudados pela diretoria para técnico, mas o clube não revela quais.

A maior dificuldade é que o Sinop-MT não quer contrato longo – apenas para a Série D – porque o Estádio Gigantão do Norte fechará para reforma e o clube não participará de nenhuma competição regional (sub-20 e Copa FMF) neste ano.