Interporto, Tocantinópolis e Gurupi desistem da Série D e Palmas assume

A vaga passou nas mãos do Gurupi, Tocantinópolis e Interporto, que disseram não terem condições financeiras para entrar em uma competição nacional

por Agência Futebol Interior

Palmas, TO, 29 (AFI) – Que confusão sem fim no estado de Tocantins. Sem dinheiro, o Interporto comunicou nesta segunda-feira sua desistência oficial da Série D do Campeonato Brasileiro. Com isso, a vaga cairia no colo Tocantinópolis, mas que não mostrou interesse, abrindo passagem para o Palmas, quarto colocado no Campeonato Tocantinense 2014.

A vaga ainda passou nas mãos do Gurupi, que também disse não ter condições financeiras para entrar em uma competição nacional. O Palmas, desde o começo da discussão, sempre mostrou interesse em assumir o posto e agora terá que mostrar o seu valor, já que terá apenas 13 dias para montar comissão técnica e elenco.

O curioso é que pouco mais de uma semana atrás, o técnico Wilsomar Sena deixou o Palmas para assumir o Interporto, a fim de disputar uma competição nacional. Agora, a diretoria deve se reunir para anunciar a sua volta, mas outros nomes também podem ser cogitados.

Interporto, Tocantinópolis e Gurupi desistem da Série D e Palmas assume
Interporto, Tocantinópolis e Gurupi desistem da Série D e Palmas assume
PALMAS F.R.

O Palmas Futebol Regatas pode ser tratado como time adolescente, já que tem apenas 18 anos e ainda é carrega cinco títulos estaduais. A última vez foi em 2007, há oito anos. Agora na Série D, o Facebook Oficial já confirmou que irá disputar a competição, que tem início marcado para o dia 12 de julho.

ENTENDA O CASO

Os primeiros problemas nos cofres do Interporto apareceram ainda na final do Tocantinense, quando o presidente Hélio Freitas veio a público avisar que não haveria “bicho” caso o clube fosse campeão estadual. E não foi. Mesmo sem o bicampeonato, a vaga na competição nacional estava garantida através do regulamento, que coloca o campeão do ano anterior na Série D.

Porém, nesta segunda-feira, Hélio confirmou que não iria entrar na disputa pelo acesso. De acordo com ele, a prefeitura de Porto Nacional arcaria com apenas R$30 mil mensais, valor muito distante da realidade do clube, que teria que viajar para o Maranhão, Amapá, Ceará e Piauí, apenas na primeira fase. Sendo assim, o cartola começou a correr atrás de patrocínio, mas sem sucesso.

O representante de Tocantins estreia na Série D dia 12 de julho contra o River, às 17h, no grupo A2, ao lado de Guarani de Juazeiro (CE), Imperatriz (MA), Santos (AP) e River (PI).

 
 
" />