Treze 2 x 2 Botafogo-PB - Clássico termina com Galo salvo e Belo eliminado!

Os dois rivais fizeram um jogo emocionante no Amigão e a torcida da casa ficou mais feliz com o empate

por Agência Futebol Interior

Campina Grande, PB, 24 (AFI) - Não é a toa que o embate entre Treze e Botafogo-PB é chamado de Clássico Tradição. O encontro explosivo entre as duas forças paraibanas, neste sábado, foi eletrizante do início ao fim, e terminou em um justo empate por 2 a 2, no Amigão. Válido pela rodada final da fase de grupos da Série C, o jogo culminou na eliminação botafoguense e confirmou a permanência do Galo na divisão.

O Belo se despede da competição em sexto lugar, com 25 pontos, apenas um atrás do quarto colocado Confiança. Todos os resultados ajudaram o time da capital, que teria se classificado no caso de uma vitória.

O Treze, por sua vez, fica em oitavo lugar, com 19 pontos, e teria se livrado do rebaixamento mesmo se perdesse o jogo, já que o ABC – que entrou em campo rebaixado – venceu o Globo e levou o outro potiguar junto para a Série D.

MELHORES MOMENTOS DO CLÁSSICO !

DOIS PENALTIS, UM GOL
Os primeiros minutos de bola rolando já indicaram que o clássico seria digno da alcunha ‘Tradição’. A atmosfera criada pelas torcidas no Amigão envolveu os atletas e não demorou nada para as emoções se intensificarem. Logo aos três minutos, o árbitro marcou pênalti a favor do Treze, por falta em Júlio Pacato. Eduardo cobrou e Saulo defendeu para a frustração dos trezeanos.

A partir daí, o jogo continuou eletrizante, com o Botafogo-PB respondendo logo em seguida com boas chances no ataque. Aos dez, saiu mais um pênalti para o Treze, desta vez em cima de Dija Baiano. Eduardo não se intimidou por ter perdido o primeiro, chamou a responsabilidade e converteu, aos 12 minutos.

Foto: Ramon Smith / Treze FC
Foto: Ramon Smith / Treze FC

CHEGOU E LEVOU
Em desvantagem, o Belo começou a pressionar e parou mais de uma vez em boas defesas de Paulo Wanzeler.

Depois de muitas tentativas, o empate veio aos 29 minutos, quando Rogério recebeu de Clayton e bateu forte para o fundo da rede.

Antes do intervalo, no entanto, Júlio Pacato chutou e contou com um desvio em Dija Baiano para recolocar o Galo a frente do placar.

Os jogadores trezeanos saíram do gramado sob o grito de “Guerreiros”.

ASSUSTOU NO COMEÇO, MAS..
No retorno para o segundo tempo, não deu para a torcida da cassa curtir a vantagem. Com apenas um minuto de bola rolando, Nando recebeu de Enercino e deixou tudo igual mais uma vez.

Depois disso, o time botafoguense tentou assumir as rédeas da partida, já que só a vitória interessava para ter uma chance de classificação.

De qualquer maneira, o Treze não confiava no empate para garantir a permanência e também teve seus momentos no campo de ataque. A questão é que, enquanto isso, o ABC vencia o Globo em Ceará-Mirim, e já garantia a felicidade do Galo.

Cientes do resultado da outra partida, os torcedores se tranquilizavam e encerraram a partida com gritos de “Eliminado” para provocar o rival.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
18ª rodada
Data
24/08/2019
Horário
17h00
Local
Amigão - Campina Grande (PB)
Árbitro
Leandro Pedro Vuaden - RS

Renda
R$116.610,00
Assistentes
Jorge Eduardo Bernardi - RS e Jose Eduardo Calza - RS

Público
6.896 pagantes
Cartões Amarelos
Treze-PB: Júlio Pacato, Robson, Fernando, Silva
Botafogo-PB: Lula, Neilson

Gols
Treze-PB: Eduardo 12' 1T, Júlio Pacato 36' 1T
Botafogo-PB: Rogério 29' 1T, Nando 1' 2T
Treze-PB
Paulo Wanzeler;
Adriano Alves, Breno Calixto e Ítalo;
Robson (Elielton), Thiaguinho, Silva, Júlio Pacato e Marcelinho Paraíba (Bismarck);
Dija Baiano (Cesinha) e Eduardo.
Técnico: Celso Teixeira
Botafogo-PB
Saulo;
Neilson, Donato, Lula e Enercino;
Rogério, Juninho (Erivélton), Marcos Aurélio (Kelvin), Clayton (Elvinho) e Dico;
Nando.
Técnico: Evaristo Piza