Com goleada, Paysandu domina a Seleção FI da Série C

Time paraense colocou três representantes bicolores no time ideal do Futebol Interior

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 12 (AFI) - A 16ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro terminou nesta segunda-feira, depois de muitos jogos em clima de decisão, até porque agora faltam apenas duas rodadas. Como de costume, o Portal Futebol Interior acompanhou todas as partidas e escalou mais uma edição da Seleção da Rodada.

Desta vez, o time com mais representantes é o Paysandu, que rebaixou o Atlético-AC com uma goleada por 4 a 0 e se manteve vivo na briga pela classificação às quartas de final. Destaque também para os paraibanos Botafogo e Treze, com dois nomes cada.

Confira a seleção da 16ª rodada da Série C:

Goleiro: Mota (Paysandu)
O fato de o Paysandu ter goleado por 4 a 0 não significa que o goleiro bicolor não tenha trabalhado contra o Atlético Acreano. Quando os adversários tiveram as chances de diminuir, lá estava Mota0 ,sempre bem posicionado e pronto para impedir que a bola entrasse com boas defesas.

Lateral-direito: Neilson (Botafogo-PB)
Muito importante no apoio ao ataque, mostrou qualidade na vitória tranquila por 3 a 0 sobre o Globo, sem comprometer a defesa, com bastante segurança. Em um excelente contra-ataque nos minutos finais, marcou fechou o placar marcando o terceiro gol botafoguense

Zagueiro: Anderson (Confiança)
O Dragão do bairro Industrial fez uma partida de baixo nível técnico diante do Santa Cruz, apesar do início avassalador. Logo aos 11 minutos, o defensor sergipano abriu o placar aparecendo para cabecear, como bom centroavante. Quando exigido no sistema defensivo, apareceu firme.

Tomas Bastos marcou dois na vitória do Papão. (Foto: Jorge Luiz / Paysandu)
Tomas Bastos marcou dois na vitória do Papão. (Foto: Jorge Luiz / Paysandu)
Zagueiro: Adriano Alves (Treze)
Experiente, comandou a defesa do Galo da Borborema contra o bom ataque do Ferroviário, aparecendo na hora certa para interceptar e orientando os companheiros. Além de tudo, ainda marcou o segundo trezeano para garantir a vitória que manteve o time vivo na briga contra o rebaixamento.

Lateral-esquerdo: Eltinho (Juventude)
Não foi à toa que teve o contrato renovado pelo Juventude na última sexta-feira. Tem sido uma das principais peças do esquema do técnico Marquinhos Santos, e mais teve mais uma atuação deveras consistente na vitória por 2 a 0 sobre o Tombense.

Volante: Josa (Náutico)
A noite foi dos volantes nos Aflitos. Josa e Jimenez foram os autores dos gols da vitória por 2 a 0 sobre o Náutico, resultado que deixa o Timbu bem perto da classificação. Josa fica com o destaque por ter feito um belo gol, o primeiro do jogo, e ter ido muito bem na marcação.

Meia: Rafael Tavares (São José-RS)
Foi responsável direto pelo empate do Zequinha, que saiu perdendo por 2 a 0, fora de casa, no primeiro tempo. O meia, então, apareceu na segunda etapa. Aos 17 minutos, mostrou que tem faro de gol ao aproveitar rebote e diminuir o marcador.

Meia: Tomas Bastos (Paysandu)
Anunciado como reforço no meio de julho, ganhou seu espaço no time e contribuiu com mais qualidade técnico. Contra o Atlético Acreano, foi um dos principais responsáveis pela goleada, marcando dois gols e participando de outro.

Hygor participou de todos os gols do Paysandu. (Foto: Jorge Luiz / Paysandu)
Hygor participou de todos os gols do Paysandu. (Foto: Jorge Luiz / Paysandu)
Meia: Marcelinho Paraíba (Treze)
Mesmo sem atuações intensas, vem sendo decisivo para o Treze. Na vitória por 2 a 0 sobre o Ferroviário, foi simplesmente o responsável pelas assistências dos dois gols marcados pelo time alvinegro na partida. Muito experiente, é um líder dentro de campo.

Atacante: Hygor Silva (Paysandu)
Participou dos quatro gols da goleada por 4 a 0 sobre o Atlético Acreano e foi o grande nome da partida. Além de ter balançado a rede duas vezes, ainda deu uma assistência para o gol marcado para Tomas Bastos e sofreu o pênalti que deu origem ao quarto gol.

Atacante: Felipe Alves (Botafogo-PB)
A primeira etapa diante do Globo não teve emoção alguma. O segundo tempo, porém, foi bem diferente e teve amplo domínio do Belo, graças à atuação do avançado. Logo no primeiro minuto, ele aproveitou rebote e, de cabeça, abriu o marcador. Pouco depois, aos oito, pisou na área, bateu cruzado e rasteiro e aumentou a vantagem.

Técnico: Paulinho Kobayashi (Imperatriz)
Segue fazendo um trabalho de superação com um time que saiu da Série D no ano passado. Mesmo diante de dificuldades, conquistou uma vitória importante sobre o ABC e chega às rodadas finais dentro da zona de classificação.