Com técnico 'bombeiro', Seleção FI da Série C tem domínio dos líderes do Grupo A

Nedo Xavier comanda time ideal com destaques de Sampaio Corrêa e Confiança puxando a fila

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 22 (AFI) - A 13ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro terminou nesta segunda-feira, após jogos equilibrados e resultados inesperados. Mais uma vez, o Portal Futebol Interior acompanhou todas as partidas e escalou mais uma edição da Seleção da Rodada. Desta vez, Confiança, Sampaio Corrêa e Boa Esporte são os times com mais representantes.

Confira a seleção da 13ª. rodada da Série C:

Anderson (Santa Cruz);

Thiago Ennes (Confiança), Adalberto (ABC), Edimar (Boa Esporte) e Willian Simões (Náutico);

Ferreira (Sampaio Corrêa), Karl (São José) e Ítalo (Confiança);

Negueba (Globo), Rafael Oliveira (Náutico) e Roney (Sampaio Corrêa).

Técnico: Nedo Xavier (Boa Esporte)

_______________________________________________________________________________

Goleiro: Anderson (Santa Cruz)
Foi o único que se salvou em uma atuação muito ruim do Santa Cruz na derrota por 1 a 0 para o Sampaio Corrêa. Não fosse o goleiro, a derrota poderia ser mais elástica. Além de boas defesas, sempre com segurança, defendeu um pênalti quando já perdia por 1 a 0.

Lateral-direito: Thiago Ennes (Confiança)
Peça muito importante no esquema do técnico Daniel Paulista, com atuações muito constantes. Bastante útil em sua função no setor defensivo, se destaca mesmo quando apoio o ataque, tanto que participou do segundo gol na vitória por 3 a 1 sobre o Imperatriz.

Zagueiro: Adalberto (ABC)
Após um longo período sem jogar por causa de uma lesão, mostrou ter a confiança do técnico Roberto Fernandes e voltou como titular, com a faixa de capitão. Líder nato, comandou a defesa abecedista e foi importante no empate por 1 a 1 fora de casa, contra o Belo.

Zagueiro: Edimar (Boa Esporte)
Contratado na semana passada, estreou como titular e justificou a escolha do técnico Nedo Xavier. Mostrou-se pronto para assumir a posição, com bom posicionamento e interceptações precisas na vitória por 2 a 0 sobre o Juventude.

Foto: Elias Auê / Sampaio Corrêa
Foto: Elias Auê / Sampaio Corrêa
Lateral-esquerdo: Willian Simões (Náutico)
Conquistou o espaço após a lesão de Assis e não saiu mais do time, inclusive ganhando elogios do técnico Gilmar Dal Pozzo. Seguro na defesa e intenso no apoio ao ataque, fez grande jogo contra o Treze e se destacou com bela assistência para o gol da vitória, marcado por Rafael Oliveira.

Volante: Ferreira (Sampaio Corrêa)
Chegou no clube no final do mês passado e não demorou para virar titular na contenção do meio de campo. Diante do Santa Cruz, fez uma partida muito sólida, com força na marcação e consciência na hora do passe.

Volante: Karl (São José)
Abriu o placar para o São José com apenas seis minutos de jogos, mas não foi apenas por isso que se destacou na vitória por 3 a 0 sobre o Atlético-AC. Com qualidade no passe, distribuiu o jogo, criou boas oportunidades e iniciou a jogada do segundo gol.

Meia: Ítalo (Confiança)
Deu bastante trabalho para o adversário e participou dos três gols da vitória por 3 a 1 sobre o Imperatriz. Primeiro, passou por dois e tocou para Altemar assistir Marcelinho, antes de ver Renan Gorne aproveitar rebote de um chute seu para marcar o segundo. O terceiro foi marcado pelo próprio Ítalo.

Atacante: Negueba (Globo)
O jovem de 19 anos tem provado seu valor com boas atuações pela Águia de Ceará-Mirim. Contra o até então líder Ferroviário, foi o nome do jogo. Além de ter marcado o segundo gol, em cobrança de falta, deu assistência para Bam Bam fazer o primeiro.

Nedo Xavier encerrou jejum do Boa. (Foto: Reprodução)
Nedo Xavier encerrou jejum do Boa. (Foto: Reprodução)
Atacante: Rafael Oliveira (Náutico)
Já vem pedido passagem há algum tempo e mostrou que merece uma oportunidade como titular no time comandado por Gilmar Dal Pozzo. Na partida contra o Treze, entrou durante o jogo e mostrou poder de decisão ao marcar o gol da vitória.

Atacante: Roney (Sampaio Corrêa)
Com velocidade, incomodou bastante a defesa do Santa Cruz, criando uma série de oportunidades para a Bolívia Querida. Marcou o gol da vitória em uma boa jogada individual e deixou os companheiros em boas condições em outros momentos.

Técnico: Nedo Xavier (Boa Esporte)
Se as coisas se complicam no Boa Esporte, a diretoria sabe quem chamar. Em sua 12ª passagem pelo clube, Nedo vem trabalhando dentro das limitações do elenco e mostrou que o time podem sonhar com a classificação. Após estrear com um empate questionável com o Atlético-AC, conseguiu uma vitória por 2 a 0 sobre o até então líder Juventude.