Remo x Paysandu - Primeiro Re-Pa da Série C vale folga na ponta e fim de jejum

Rivais vão se enfrentar pela primeira vez em uma partida válida pela terceira divisão nacional

por Agência Futebol Interior

Belém, PA, 21 (AFI) - A nona rodada da Série C do Campeonato Brasileiro continua neste domingo, com direto a mais uma edição do Re-Pa, um dos clássicos mais tradicionais do país, marcado para as 16 horas, no Mangueirão. O duelo cheio de rivalidade entre Paysandu e Remo, que acontece pela primeira vez na terceira divisão, pode terminar com o time remista isolado na liderança ou embolar o G4 do Grupo B.

O clássico Re-Pa é o de maior número de confrontos no Brasil e, segundo alguns estatísticos, do mundo. Os rivais já se enfrentaram 747 vezes, com 261 vitórias do Remo e 233 do Paysandu, além de 253 empates. A briga por gols marcados está bastante equilibrada: o Remo fez 946 contra 947 do Paysandu.

SITUAÇÕES DOS RIVAIS
O Remo começou a rodada na vice-liderança, mas subiu para o primeiro lugar sem entrar em campo. Isso porque ultrapassou o Juventude, time com o qual está empatado em 15 pontos. A equipe de Caxias do Sul estava na frente no saldo de gols, mas foi goleada por 4 a 1 pelo Ypiranga, na última quinta-feira, e agora perde por 4 a 3 no critério.

O Paysandu, com dez pontos, foi prejudicado pelo resultado, uma vez que foi ultrapassado pelo Ypiranga e deixou o G4. Na missão de encerrar um jejum de seis jogos sem vencer, pode ajudar a tirar o rival da liderança. O único time que pode assumir a ponta no lugar do Remo é o terceiro colocado São José, que tem 13 pontos, e vai ao Raulino de Oliveira enfrentar o Volta Redonda.

PRIMEIRA VEZ NA SÉRIE C
Não que seja uma grande honra, mas o clássico Re-Pa será disputado pela primeira vez em uma partida válida pela Série C do Campeonato Brasileiro. O fato de o tradicional duelo já ter sido realizado na elite nacional em dez oportunidades escancara o quanto é frustrante para o torcedor paraense ter que torcer pelos seus times na terceira divisão nacional.

Foto: Jorge Luiz / Paysandu
Foto: Jorge Luiz / Paysandu

A paixão, no entanto, fala mais alto, basta notar a grande festa feita nos últimos anos em encontros pelo Campeonato Paraense. O estadual, aliás, vem sendo a única garantia de Re-Pas dos últimos anos.

Sem disputar a Série A juntos desde 1993, há quase 26 anos, Remo e Paysandu se enfrentaram pela última vez em UM jogo do Campeonato Brasileiro no ano de 2006, pela Série B.

MISTÉRIO AQUI
Como de costume, o técnico Márcio Fernandes não confirmou a escalação do Remo. É certo, no entanto, que ele tem uma dúvida no meio de campo. Durante os treinamentos, ele testou tanto Douglas Packer quanto Guilherme Garré no time titular.

É possível que o Leão tenha uma novidade ao menos no banco de reservas, já que o atacante Marcão foi regularizado.

“Eu já participei de muitos clássicos, não só Re-Pa, em que tive a oportunidade de jogar e comandar, mas já participei de Santos e Corinthians, que é também uma rivalidade muito grande. Em várias oportunidades a equipe não estava não bem na competição, mas no clássico era totalmente diferente. A gente sabe disso, nossos jogadores estão conscientes”, disse Márcio Fernandes.

MISTÉRIO ALI
O técnico Hélio dos Anjos optou por fazer mistério e fechou os treinamentos do Paysandu durante a semana. A imprensa teve acesso apenas ao aquecimento dos atletas, antes do fechamento dos portões do Vovô da Cidade.

Com isso, algumas dúvidas prevalecem. O treinador tem uma dúvida na lateral direita, entre Wylliam e Caíque Oliveira. Outra indefinição está no ataque, com uma disputa entre Paulo Rangel e Elielton.

“O clássico pode ser um divisor de água pra gente. Sabemos que podemos dar a volta por cima e que essa recuperação venha nesse clássico, que é um jogo que querendo ou não mexe com toda uma cidade, todo um estado, então nada melhor do que conseguir a reabilitação agora”, avaliou o atacante Vinícius Leite.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
9ª rodada
Data
23/06/2019
Horário
18h00
Local
Mangueirão - Belém (PA)
Árbitro
Vinicius Furlan (SP)

Renda
R$ 741.480,00
Assistentes
Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Evandro de Melo Lima (SP)

Público
23.763 pagantes (27.113 total)
Cartões Amarelos
Remo-PA: Gustavo Ramos, Ramires, Marcão
Paysandu-PA: Thiago Primão

Gols
Paysandu-PA: Anderson Uchoa 29' 2T
Remo-PA
Vinicius;
Rafael Jansen, Fredson, Marcão (Douglas Packer) e Daniel Vançan;
Ramires, Yuri, Carlos Alberto e Guilherme Garré (Djalma);
Emerson Carioca (Marcão Santana) e Gustavo Ramos

Técnico: Márcio Fernandes
Paysandu-PA
Mota;
Elielton (Pimentinha), Micael, Perema e Diego (Victor Oliveira);
Caíque Oliveira, Anderson Uchoa e Leandro Lima (Diego Rosa);
Tiago Luis, Thiago Primão e Nicolas
Técnico: Hélio dos Anjos