Operário-PR x Cuiabá - Disputa por título histórico começa em Ponta Grossa

Primeiro jogo da final da terceira dvisão será realizado neste domingo, no Geramno Krüger

por Agência Futebol Interior

Ponta Grossa, PR, 14 (AFI) - O título do Campeonato Brasileiro da Série C começará a ser decidido às 15h30 deste domingo, quando Operário-PR e Cuiabá se encontram no Germano Krüger, em Ponta Grossa, pela rodada de ida da grande final. Independente do time que levantar a taça, é certo que a conquista será histórica, uma vez que feitos inéditos estão em jogo para os dois lados.

A partida de volta será no dia 22 de setembro, sábado, na Arena Pantanal. O Cuiabá decide em casa porque fiou empatado em 40 pontos com o Operário na somatória das três fases anteriores, mas tem 12 vitórias contra 11 do adversário.

VALE MUITO
Do lado operariano, o título viria para consagrar uma sequência até agora perfeita iniciada no ano passado, com o acesso à terceira divisão nacional e a conquista da Série D. Depois, na atual temporada, veio o título da Segunda Divisão Paranaense e o acesso à elite estadual, seguidos pela ascensão à Série B.

Caso seja campeão, o Operário será o primeiro time a conquistar as séries C e D em sequência. O Sampaio Corrêa é o único com os dois títulos, mas conquistados em um intervalo longo (Série C 1997, quando não existia quarta divisão, e Série D 2012).

Foto: José Tramontin / OFEC
Foto: José Tramontin / OFEC
No Cuiabá, o título da Série C representaria uma valorização do futebol mato-grossense, que vem marcando presença nas competições nacionais com os próprios cuiabanos e também com o Luverdense. Apesar disso, um time do Mato Grosso nunca conquistou nenhum título nacional, o que dá um peso ainda maior para a possível conquista.

GOLEADA E EMPATE
Além das aspirações de cada clube, o embate vai marcar o terceiro encontro da temporada entre os dois, com invencibilidade do Cuiabá. No primeiro turno, o time mato-grossense goleou o Operário por 4 a 0, pela sexta rodada do Grupo B, na Arena Pantanal. O segundo encontro terminou em um empate por 1 a 1, no Germano Krüger, pela 14ª rodada, e assegurou a classificação cuiabana às quartas de final

MUDANÇAS
No Operário, o técnico Gerson Gusmão não poderá contar com o lateral direito Léo, que recebeu cartão vermelho na semifinal e cumpre suspensão. Com isso Danilo Báia deve ficar com a vaga em aberto. Por outro lado, o volante Chicão, suspenso no último jogo, fica à disposição do treinador e deve retornar no lugar de Serginho Paulista.

“Temos que saber que não será fácil. O torcedor tem que ter paciência, pois será um jogo difícil como foi hoje. O Cuiabá tem um sistema defensivo muito bom, mas nós vamos buscar o resultado positivo, pois sabemos que a decisão é fora daqui", afirmou Gusmão sobre a partida contra os cuiabanos.

Foto: José Tramontin / OFEC
Foto: José Tramontin / OFEC
INDEFINIDO
O técnico Itamar Schülle tem uma dúvida e uma baixa para escalar o Cuiabá. Quem certamente está de fora do confronto é o meia Hiltinho, que recebeu o terceiro cartão amarelo e vai cumprir suspensão automática. A utilização dele contra o Botafogo-SP foi um dos fatos que pegou o adversário de surpresa, já que tem características mais ofensivas e entrou no lugar do volante Escobar, negociado com o Coritiba.

A mudança deu certo e Hitinho teve boa atuação, inclusive dando a assistência para o gol marcado por Danilo. No segundo tempo, saiu para dar lugar a Doda, que deu o passe para o segundo gol de Jenison e deve ser o herdeiro da vaga no meio de campo para o primeiro jogo da final.

Outro problema, esse ainda indefinido, é em relação ao atacante Bruno Sávio, que se recupera de uma lesão e já ficou de fora do jogo em Ribeirão Preto. João Carlos, que também estava entregue ao departamento médico, volta a ficar à disposição. Se Bruno Sávio se recuperar, Itamar Schülle terá uma decisão difícil, uma vez que Jenison, titular contra o Botafogo, marcou dois gols na partida. Quem formou a dupla de ataque com ele foi Adriano Pardal.

Ficha Técnica

Fase
Final
Rodada
1ª rodada
Data
16/09/2018
Horário
15h30
Local
Germano Krüger - Ponta Grossa (PR)
Árbitro
Leandro Pedro Vuaden - RS

Renda
R$ 127.280,00
Assistentes
Jorge Eduardo Bernardi - RS e Leirson Peng Martins - RS

Público
5.439 pagantes (6.003 no total)
Cartões Amarelos
Operário-PR: Simão
Cuiabá-MT: Edson Borges, Doda

Gols
Operário-PR: Dione 0' 1T, Erick 46' 1T, Robinho 45' 2T
Cuiabá-MT: Marino 4' 2T, Marino 19' 2T, Jenison 21' 2T
Operário-PR
Simão;
Danilo Báia (Anderson Paraíba), Alisson, Sosa e Peixoto;
Chicão, Dione (Quirino), Erick e Robinho;
Bruno Batata (Schumacher) e Cleyton.
Técnico: Gerson Gusmão
Cuiabá-MT
Victor Souza;
Jean, Ednei, Edson Borges e Danilo;
Alê, Marino e Eduardo Ramos;
Jenison (Flávio Carioca), Adriano Pardal (Bruno Alves) e João Carlos (Doda).
Técnico: Itamar Schülle
 
 
" />