Luverdense 2 x 2 Ypiranga - Empate ruim para ambos na briga pela classificação

Após sair atrás no placar, os donos da casa chegaram a virada, mas no final do jogo, acabou levando o empate

por Agência Futebol Interior

Lucas do Rio Verde, MT, 07 (AFI) - Após três derrotas e um empate, parecia que seria nesse sábado que o Luverdense voltaria ao caminho das vitórias no Grupo B do Campeonato Brasileiro da Série C. Mesmo jogando em casa, o time mato-grossense recebeu e ficou apenas no empate com o Ypiranga-RS, pelo placar de 2 a 2, no Estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde (MT). Após sair atrás no placar, os donos da casa chegaram a virada, mas no final do jogo, acabou levando o empate.

Com o resultado, o Luverdense chega aos 15 pontos e continua estacionado na parte intermediária da tabela, na sexta colocação. O Ypiranga vem logo atrás, em sétimo, com o mesmo número de pontos de seu adversário mas fica atrás na tabela por conta dos critérios de desempate. Ambos os times precisam reagir para continuar firmes na briga pela classificação a próxima fase da competição nacional.

Luverdense e Ypiranga ficam no empate e seguem estacionados
Luverdense e Ypiranga ficam no empate e seguem estacionados
PRIMEIRO TEMPO
Jogando em casa, o Luvedense começou a partida ditando o ritmo do jogo, principalmente com troca de passes no meio campo e jogadas rápidas pelas laterais, mas encontrava o Ypiranga bem postado, pronto para encaixar um contra-ataque e abrir o placar. Em um desses lances, o time visitante conseguiu mesmo fazer o primeiro gol do jogo. Aos 29, após cobrança de escanteio, Claudinho subiu mais alto que os zagueiros e testou firme para o fundo das redes, sem chances para o goleiro adversário que só olhou a bola entrar.

A partir daí, os donos da casa passaram a fazer pressão em busca do empate e aos 37 minutos, conseguiu balançar as redes para deixar tudo igual no placar. Paulinho aproveitou uma falha da defesa adversária, para ficar com a bola e arriscar de longe. A bola explodiu no travessão, mas no rebote, Paulo Renê pegou a sobra e não desperdiçou. Nos minutos finais, ambos os times foram para o tudo ou nada, mas sem sucesso. Até por conta disso, o primeiro tempo terminou empatado em 1 a 1.

SEGUNDO TEMPO
Na volta do intervalo para o segundo tempo, a partida seguiu movimentada com os dois times buscando espaço para chegar com perigo ao gol adversário. Logo no primeiro minuto de jogo, Paulo Renê mandou um foguete de fora da área e a bola triscou na trave antes de sair, perdendo uma grande chance para o Luverdense. Apesar disso, os donos da casa não desanimaram e continuaram fazendo pressão. Enquanto isso, o Ypiranga criou um bom lance com Jean Deretti, em um chute cruzado, que parou na defesa de Diogo Silva.

Apesar disso, foi o Luverdense que chegou na virada. Aos 21 minutos, Rubinho cobrou falta com precisão, a bola passou por todo mundo e sobrou para Rafael Silva, que de peixinho, mandou a bola para o fundo das redes. Depois disso, o Ypiranga foi para o tudo ou nada e conseguiu chegar ao empate aos 39 em uma cobrança de pênalti. Rafinha cobrou e não desperdiçou. Até por conta disso, a partida terminou mesmo empatada pelo placar de 2 a 2.

PRÓXIMOS JOGOS
Os dois times já voltam a campo no próximo sábado (14) para a disputa da 14ª rodada do Grupo B do Campeonato Brasileiro da Série C. Logo às 15h30, o Ypiranga recebe o Bragantino, no Estádio Colosso da Lagoa, em Erechim (RS). Um pouco mais tarde, às 16h, o Luverdense viaja até o Rio de Janeiro, para enfrentar o Volta Redonda, no Estádio Raulino de Oliveira.

Ficha Técnica

Fase
Primeira Fase
Rodada
13ª rodada
Data
07/07/2018
Horário
18h00
Local
Passo das Emas - Lucas do Rio Verde (MT)
Árbitro
Felipe Duarte Varejao - ES

Renda
Não divulgado
Assistentes
Leonardo Mendonça - ES e Valberson Braz Zanotti - ES

Público
Não divulgado
Cartões Amarelos
Luverdense-MT: Adriano, Diogo Sodré, Moisés, Rubinho
Ypiranga-RS: Rodrigo, Jean Deretti , Schineidder, Rennan

Gols
Luverdense-MT: Paulo Renê 37' 1T, Rafael Silva 21' 2T
Ypiranga-RS: Claudinho 26' 1T, Rafinha 40' 2T
Luverdense-MT
Diogo Silva;
Adriano Peres, André Ribeiro, Kaique e Paulinho;
Moisés, Rubinho, Lorran (Diogo Sodré) e Lucas Braga;
Paulo Renê (Elton) e Ariel Marques (Rafael Silva).
Técnico: Luizinho Vieira
Ypiranga-RS
Rodrigo;
Maicon, Claudinho, Marcão (Carlos Schineidder) e Rennan;
Tárik (Skillo), Jean Silva, Faíska e Rafinha;
Jean Deretti (Fidélis) e Hélio Paraíba.
Técnico: Márcio Nunes
 
 
" />