Operário-PR 1 x 1 Tombense - Fantasma empata em casa e não assume liderança

Por outro lado, a equipe mineira segue na parte intermediária da tabela do Grupo B da Série C

por Agência Futebol Interior

Ponta Grossa, PR, 13 (AFI) - Mesmo jogando em casa, o Operário-PR perdeu a chance de se isolar na liderança do Grupo B do Campeonato Brasileiro da Série C. Na tarde desse domingo, o Fantasma recebeu e acabou empatando com o Tombense-MG, pelo placar de 1 a 1, em pleno Estádio Germano Krüger, pela quinta rodada da competição nacional. Por outro lado, a equipe mineira segue na parte intermediária da tabela.

Com o empate, o Operário está na segunda colocação com dez pontos ganhos - mesmo número de pontos de Bragantino e Cuiabá, mas fica atrás dos paulistas por conta dos critérios de desempate. Já a Tombense segue rodeando o G4 da chave, em quinto com sete pontos somados.

PRIMEIRO TEMPO
Jogando em casa, o Operário-PR começou a partida ditando o ritmo do jogo, principalmente com troca de passes no meio campo e jogadas rápidas pelas laterais, mas encontrava a Tombense-MG bem postada, pronta para encaixar um contra-ataque e abrir o placar. Tanto que a primeira chance de perigo foi mesmo pelos lados do time mandante. Logo aos quatro minutos, após um lançamento de Robinho, Quirino ajeitou e chutou. No primeiro lance, o goleiro Darley fez defesa mas no rebote, Marcão foi chutar e acabou sendo travado.

Operário e Tombense empatam pelo placar de 1 a 1 (Foto: José Tramontin/OFEC)
Operário e Tombense empatam pelo placar de 1 a 1 (Foto: José Tramontin/OFEC)

A resposta do Tombense veio aos 25 minutos, quando Caio arriscou de fora da área e acertou o travessão, no rebote, Daniel Amorim cabeceou firme e obrigou o goleiro Simão a fazer uma difícil defesa a queima roupa.Porém foi mesmo o Operário que marcou o primeiro gol do jogo. Aos 33, após uma cobrança de lateral e um pivo feito por Schumacher, Robinho pegou a sobra e de perna esquerda mandou a bola para o fundo das redes.

Nos minutos finais, o time visitante até chegou a empatar, mas Daniel Amorim estava em posição irregular e o arbitro deu impedimento no lance. Até por conta disso, o primeiro tempo terminou mesmo com a vitória parcial dos donos da casa, pelo placar de 1 a 0.

SEGUNDO TEMPO
Atrás no placar, a Tombense voltou para o segundo tempo, fazendo pressão em busca do empate e abusava dos contra-ataques rápidos. Apesar disso, o Operário seguiu se defendendo muito bem e em alguns momentos chegou a assustar o goleiro adversário. Porém após muito custo, o time mineiro conseguiu deixar tudo igual no placar. Aos 23 minutos, Caio César recebeu um lançamento longo na área, limpou dos zagueiros, fez o giro e chutou no canto direito do goleiro, que nada pode fazer e só olhou a bola entrar.

A partir daí, ambos os times foram para o tudo ou nada para tirar a igualdade do placar. Apesar do jogo ter ficado truncado no meio-campo, ambas as equipes seguiram buscando espaço para chegar com perigo ao gol adversário. A melhor chance veio para os lados do Operário, quando Xuxa - que havia acabado de entrar - chutou uma bola na trave. Porém como nenhum dos dois times não voltou a balançar as redes, a partida terminou mesmo com o empate, pelo placar de 1 a 1.

PRÓXIMOS JOGOS
Os dois times já voltam a campo no próximo final de semana, para a disputa da sexta rodada do Grupo B do Campeonato Brasileiro da Série C. No sábado, o Operário-PR viaja até o Mato Grosso para enfrentar o Cuiabá, às 17h, na Arena Pantanal. Já no domingo, o Tombense também joga fora de casa quando encara o Ypiranga, às 15h30, no Estádio Colosso da Lagoa, em Erechim.

Ficha Técnica

Fase
Primeira Fase
Rodada
5ª rodada
Data
13/05/2018
Horário
16h30
Local
Germano Krüger - Ponta Grossa (PR)
Árbitro
Zandick Gondim Alves Junior - RN

Renda
R$ 48.750,00
Assistentes
Flávio Gomes Barroca - RN e Francisco Jailson Fernandes da Silva - RN

Público
3.382 pagantes /3.845 presentes
Cartões Amarelos
Operário-PR: Alisson, Danilo Baia, Schumacher, Índio, Xuxa, Chicão
Tombense-MG: Bruninho

Gols
Operário-PR: Robinho 33' 1T
Tombense-MG: Caio César 23' 2T
Operário-PR
Simão;
Danilo Bahia, Alisson, Sossa e Peixoto;
Chicão, Quirino (Xuxa), Índio e Robinho;
Schumacher (Vinicius) e Cleyton (Dione).
Técnico: Gerson Gusmão
Tombense-MG
Darley;
Devid, Anderson, Mateus Lopes e Bruninho;
PH (Everton Senna), Cássio Ortega e Caio César;
Éverton (Polaco), Rosa e Daniel Amorim (Ruben).
Técnico: Ramon Menezes