Sampaio Corrêa 3 x 0 Santa Cruz: Vitória e liderança da chave

Thiago Cavalcanti marcou os gols, de pênalti, e quebrou o tabu de nunca vencer o Santa em competição nacional

por Agência Futebol Interior

São Luís, MA, 03 (AFI) – O Sampaio Corrêa voltou a liderança do Grupo A da Série C depois de vencer o Santa Cruz, por 3 a 0, no estádio Castelão, em São Luiz (MA), nesta tarde de sábado, pela sétima rodada da competição nacional e quebrou o tabu de nunca ter vencido o Santa Cruz em uma partida de capeonato nacional. Thiago Cavalcante batendo penalidade, duas vezes, e Eloir, nos acréscimos, marcaram os gols do time da casa. Robson Simplício e Deca levaram o terceiro cartão amarelo e desfalcam o Sampaio na próxima quarta-feira.

Com o resultado a Bolívia Querida foi a 17 pontos, ultrapassou o Cuiabá e voltou a liderar a Série C. O Cobra Coral permaneceu com os mesmos 13 pontos e caiu uma posição, ficando quinto lugar e fora do G4. Mas ainda precisa aguardar o final da rodada para definir sua real situação na chave.

O jogo
A partida começou com oito minutos de atraso, já que as duas equipes demoraram para subir ao gramado do Castelão. Quando a bola rolou o Sampaio tomou a iniciativa e partiu para cima do Santa Cruz, tanto que com um minuto e meio de jogo o torcedor ficou reclamando de uma penalidade sobre Pimentinha, não marcado pela arbitragem.

Pressionando a Bolívia Querida chegou ao primeiro gol aos nove minutos após cobrança de penalidade máxima. Eloir e Pimentinha tabelaram pela direita e a bola sobrou para Cleitinho pelo meio, que esperou a saída do goleiro, driblou Tiago Cardoso, e foi derrubado. O pênalti foi marcado, mas o árbitro não mostrou o cartão vermelho para o goleiro o que causou irritação no torcedor do Sampaio. Thiago Cavalcante bateu forte no canto direito e fez 1 a 0 Sampaio Corrêa.

Mas o Santa Cruz não se intimidou e mesmo em desvantagem tentou dar o troco. O Cobra Coral conseguiu equlibrar a partida e aos 13 minutos Denis Marques se livrou da marcação de Paulo Sérgio, mas na hora de bater foi travado por Mimica que saiu tocando e aliviando o perigo.

Passada a pressão do Santa Cruz, o Sampaio voltou a ter o domínio das ações e voltou a pressionar, mas a partida ficou corrida porque o Santa também tentava nas bolas de contra ataques. Thiago Cavalcante e Pimentinha tiveram chances de ampliar, mas erraram nas finalizações. As jogadas da Bolívia Querida eram sempre exploradas com as descidas dos alas, principalmente com Deca, pelo lado esquerdo.

Aos 36 minutos o técnico Sandro Barbosa foi obrigado a mexer pela primeira vez em sua equipe. O lateral Everton Sena se contundiu e Luciano Sorriso, que é volante, entrou para jogar improvisado pelo setor. Mais três minutos se passaram e o árbitro marcou outra penalidade para a Bolívia Querida. Pimentinha entrou na área driblando, mas foi derrubado por Leandro Souza. Novamente Thiago Cavalcante bateu, porém, mudou de lado e mandou no canto esquerdo. O goleiro caiu no direito e o placar apontou 2 a 0 Sampaio Corrêa. Depois disso nada mais aconteceu e o primeiro tempo termino com a vantagem da Bolívia Querida.

Segundo tempo
O Santa voltou com uma alteração e o meia Raul ficou no vestiário para a entrada de Leozinho. Mas o panorama não mudou e o Sampaio continuou dominando. Porém, foi o Santa quem assustou primeiro na etapa. Aos quatro minutos Denis Marques

Depois disso o Sampaio armou um verdadeiro bombardeio sobre o adversário. Aos cinco minutos Pimentinha saiu costurando toda a defesa do Cobra Coral e dentro da área bateu forte. O torcedor já ía gritando gol, quando a bola explodiu no travessão. Mais dois minutos se passaram e Deca arriscou o chute da intermediária, mas a bola tirou tinta da trave defendida por Tiago Cardoso. Outros quatro minutos se passaram e Pimentinha ficou livre na frente de Tiago Cardoso para bater forte, mas o goleiro fez um verdadeiro milagre e espalmou para escanteio.

O Sampaio deu uma afrouxada na marcação e o Santa ameaçou descontar. Aos 27 minutos Dênis Marques avançou pela direita e cruzou para a pequena área. O goleiro Rodrigo Ramos trombou com Flávio Caça-Rato, que tentava arrematar a bola, mas o goleiro conseguiu fazer a defesa impedindo o primeiro do Cobra Coral.

Com o resultado praticamente assegurado, o técnico Flávio Araújo resolveu fazer a segunda alteração e tirou Cleitinho, que fez grande partida, mas tomou uma pancada na perna, e entrou Douglas Silva. O artilheiro do dia Thiago Cavalcante também saiu para a entrada de Edgar. O tempo passou e quando tudo parecia definido Eloir recebeu livre na pequena área e só teve o trabalho de tocar para o fundo das redes. Bolívia Querida 3 a 0 e fim de jogo.

Próximos jogos
O Sampaio Corrêa volta a campo na próxima quarta-feira, 07, às 20h30, no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL), para enfrentar o CRB pela oitava rodada da competição. O Santa Cruz joga no mesmo dia, mas às 19 horas, contra o Brasiliense (DF), no estádio Serejo Farias, o Serejão, em Taguatinga (DF).

Ficha Técnica

Fase
1ª fase
Rodada
7ª rodada
Data
03/08/2013
Horário
16h00
Local
Estádio do Castelão, em - São Luís (MA) (MA)
Árbitro
Alinor Silva da Paixao (MT)

Assistentes
Francisco Nurisman Machado Gaspar (PI) e Karol V Martins Soares Martins (PI)

Sampaio Corrêa-MA
Rodrigo Ramos;
Toty, Paulo Sérgio, Milica e Deca;
Robson Simplicio (Jonas), Arlindo Maracanã, Eloir e Cleitinho (Douglas Silva);
Thiago Cavalcante (Edgar) e Pimentinha
Técnico: Flávio Araújo
Santa Cruz-PE
Tiago Cardoso;
Everton Sena (Luciano Sorriso), Leandro Souza, Renan Fonseca e Renatinho;
Ramirez, Dedé, Raul (Leozinho), Júnior Xuxa (Flávio Caça-Rato) e Natan;
Dênis Marques
Técnico: Sandro Barbosa
 
 
" />