Série C: Justiça determina presença do Treze-PB na competição

Além disso, ficou proibido o início da competição até que o time esteja incluídoi

por Agência Futebol Interior

Campina Grande, PB, 18 (AFI) - Há uma semana da estreia da Série C do Campeonato Brasileiro, a CBF terá trabalho para definir os participantes da edição 2012 da competição. Nesta sexta-feira, a juíza Ritaura Rodrigues Santana, da 1ª Vara Cível de Campina Grande, concedeu uma liminar que obriga a inclusão imediata do time paraibano na competição.

Além disso, a magistrada determinou "que o início da competição nacional Série C não deve ocorrer, a não ser com a inclusão imediata do Treze Futebol Clube na quarta vaga do citado campeonato”. Sendo assim, o time ocuparia a vaga que era do Rio Branco-AC, que pela decisão deve ser excluído do torneio.

Assim como no caso do Brasil de Pelotas, a liminar prevê uma multa de R$ 50 mil, que será dividida entre a CBF e o Rio Branco-AC, por dia caso a entidade máxima do futebol brasileiro descumpra o acordo. O Treze recebeu o direito de disputar a competição por ter sido o quinto colocado na Série D do ao passo.

A novela envolvendo Rio Branco, Treze e posteriormente Araguaína, começou no final do ano passado, quando o time do Acre usou a Justiça Comum antes de ter esgotado todas as tentativas na esfera esportiva, o que é proibido no Código Brasileiro de Justiça Desportiva. Mas após um acordo judicial, o time acreano reconquistou o direito de voltar à Série C.

Também pleiteando uma vaga na Série C do Brasileiro, o Araguaína-TO também teve seu pedido de recurso negado nesta quinta-feira. O time tocantinense fazia parte do grupo do Rio Branco na primeira fase da Série C 2011, e se diz prejudicado na competição.

 
 
" />