Chapecoense 2 x 1 Figueirense - Um ano depois, Chape está de volta a elite!

Paulinho Moccellin e Derlan fizeram os gols que ajudaram o Verdão do Oeste a garantir o acesso com cinco rodadas de antecedência

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 12 (AFI) - Um ano após ser rebaixada, a Chapecoense está de volta à elite do Campeonato Brasileiro. Na noite desta terça-feira (12), o time catarinense carimbou o passaporte ao vencer o Figueirense, pelo placar de 2 a 1 na Arena Condá, pela 34ª rodada da Série B. Paulinho Moccellin e Derlan marcaram os gols que fizeram com que a Chape chegasse ao seu grande objetivo mesmo com quatro jogos de antecedência para o final da competição e agora segue na briga pelo título.

Com a vitória, a Chapecoense, que está na segunda posição, chega aos 66 pontos e não pode mais ser alcançada por CSA e Juventude, que tropeçaram nessa rodada e ajudaram a equipe catarinense a chegar ao acesso. Ao todo, foram 18 vitórias, 12 empate e apenas quatro derrotas, apesar das dificuldades financeiras durante toda a Série B e a morte do ex-presidente Paulo Magro por covid-19.

Na liderança vem o América-MG, com 67 pontos, que também garantiu vaga na Série A nesta terça-feira. O Figueirense, por sua vez, segue na zona de rebaixamento na 18ª colocação com 36 pontos, um atrás do Vitória, que está em 16ª com 37 e é o primeiro time fora do Z4.

CONFIRA OS MELHORES MOMENTOS DO DUELO QUE GARANTIU O ACESSO A CHAPE

Espaço incorporado por HTML (embed)

PRIMEIRO TEMPO
Mesmo jogando fora de casa, o Figueirense começou a partida fazendo pressão na área do adversário e logo nos primeiros lances, criou duas boas chances para abrir o placar. Na primeira tentativa Bruno Michel aproveitou um cruzamento da direita, mas foi travado na hora do chute. No lance seguinte, Itinga foi lançado no ataque e chutou firme, mas parou em uma bela defesa do goleiro João Carlos que mandou para escanteio.

Chapecoense vence Figueirense e garante o tão sonhado acesso para elite do Brasileirão
Chapecoense vence Figueirense e garante o tão sonhado acesso para elite do Brasileirão

A resposta da Chapecoense veio em forma de gol. Aos 21 minutos, depois de uma cobrança de escanteio ensaiada, Paulinho Moccelin apareceu de cabeça e mandou para o fundo da rede. Depois do gol, o Figueirense não se abateu e passou a criar chances em busca do empate. Tanto que até chegou a ter um gol anulado, em um desviou de Diego Gonçalves que estava impedido no lance. Por isso, o primeiro tempo terminou com a vitória magra do time mandante.

SEGUNDO TEMPO
Na volta do intervalo, a partida seguiu movimentada, com os dois times buscando espaço para chegar com perigo ao gol adversário. Depois de ficar próximo do empate, o Figueirense viu a Chapecoense marcar mais um gol e praticamente decretar a vitória. Aos 20, Paulinho Mocellin cruzou na área, Rodolfo Castro fez a defesa parcial, mas no rebote a bola sobrou livre para Derlan estufar as redes.

Depois de tanto tentar, o Figueirense chegou ao gol de honra já nos minutos finais. Aos 38, depois de uma cobrança de escanteio, a bola bateu no braço de Derlan. Ligado no lance, o árbitro marcou pênalti. Diego Gonçalves foi para a cobrança e não desperdiçou. Com isso, a partida terminou mesmo com a vitória da Chapecoense pelo placar de 2 a 1.

PRÓXIMOS JOGOS
Os dois times voltam a campo no próximo final de semana para a disputa da 35ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Na sexta-feira (15), o Figueirense recebe o Brasil-RS, no Estádio Orlando Scarpelli, às 17h30. Já no domingo (17), a Chapecoense visita o Vitória no Estádio do Barradão, às 16h.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
34ª rodada
Data
12/01/2021
Horário
21h30
Local
Arena Condá - Chapecó (SC)
Árbitro
Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

Renda
--
Assistentes
Leirson Peng Martins (RS) e Maurício Coelho Silva Penna (RS)

Público
Portões Fechados
Gols
Chapecoense-SC: Paulinho Moccelin 21' 1T, Derlan 20' 2T
Figueirense-SC: Diego Gonçalves 38' 2T
Chapecoense-SC
João Ricardo;
Matheus Ribeiro, Felipe Santana, Derlan e Roberto;
Anderson Leite (Ronei), Willian Oliveira e Denner (Lucas Tocantins);
Mike (Aylon), Perotti (Alan Santos) e Paulinho Moccelin (Foguinho).
Técnico: Umberto Louzer
Figueirense-SC
Rodolfo Castro;
Thiaguinho, Guilherme Thiago, Vitor Mendes e Renan Luís;
Arouca, Matheus Neris (Alemão) e Dudu (Alecsandro);
Bruno Michel (Guilherme), Geovane Itinga (Erison) e Diego Gonçalves.
Técnico: Jorginho.