Botafogo-SP 3 x 0 Chapecoense - Quem é o líder e quem é o virtual rebaixado?

O destaque da partida deste sábado, no Estádio Santa Cruz, foi Jeferson, autor de três gols

por Agência Futebol Interior

Ribeirão Preto, SP, 09 (AFI) - Com uma atuação pífia, a Chapecoense praticamente deu adeus as chances de conquistar o título da Série B do Brasileiro na noite deste sábado ao ser goleada pelo Botafogo, por 3 a 0, no Estádio Santa Cruz, pela 33ª rodada. O destaque foi o polivalente Jeferson, autor dos três gols.

Sem ganhar há duas rodadas, a vice-líder Chapecoense estacionou nos 63 pontos e viu o América-MG abrir três de vantagem na ponta. Faltando cinco rodadas, o time catarinense precisaria de pelo menos duas para passar o líder, pois leva desvantagem no número de vitórias.

Por outro lado, o Botafogo encerrou um jejum de cinco partidas, mas a situação ainda é delicada. O time paulista não saiu da penúltima colocação e chegou aos 30 pontos, sete a menos que o Vitória, primeiro fora da zona de rebaixamento.

VEJA OS GOLS DO FOGÃO EM CIMA DA CHAPE

ALGUÉM EXPLICA ISSO?
Parecia que o Botafogo era quem brigava pelo acesso e a Chapecoense contra o rebaixamento. Guilherme Romão fez João Ricardo trabalhar antes do primeiro minuto. Depois, Michel Douglas aproveitou rebote da zaga e bateu de primeira nas mãos do goleiro.

Aos 18, Ronald cruzou e Jeferson se antecipou a Matheus Ribeiro para cabecear no canto de João Ricardo, abrindo o placar para o Botafogo.

JEFERSON FEZ A FESTA DO BOTAFOGO UMA VEZ
JEFERSON FEZ A FESTA DO BOTAFOGO UMA VEZ

No minuto seguinte, Ronald fez boa jogada, Matheus Anjos perdeu gol feito, mas Jeferson apareceu para ampliar.

E quase que o Botafogo faz o terceiro aos 22. Matheus Anjos finalizou rasteiro e João Ricardo espalmou. O técnico Umberto Louzer perdeu a paciência na beira do gramado com a falta de concentração do time. Parecia que a Chapecoense achou que ganharia o jogo a qualquer momento.

ACORDOU?
O time catarinense quase diminuiu aos 28 minutos. Anselmo Ramon arriscou de fora da área e Igor espalmou. Mas parou por aí. Quem esteve perto de marcar mais uma vez foi o Botafogo. Guilherme Romão soltou a bomba de longe e a bola passou raspando a trave.

Antes do intervalo, a Chapecoense criou duas chances. Anderson Leite soltou a bomba e Igor espalmou. Na sequência, Anselmo Ramon recebeu cruzamento e, dentro da pequena área e gol com aberto, bateu de canela para fora.

JEFERSON FEZ A FESTA PELA SEGUNDA VEZ
JEFERSON FEZ A FESTA PELA SEGUNDA VEZ

FECHOU O CAIXÃO
A Chapecoense continuou desligada no começo do segundo tempo e Val só não fez o terceiro aos 40 segundos porque João Ricardo espalmou para escanteio. O Botafogo colocou o time catarinense na roda e fez o terceiro aos 14 minutos. Mais uma vez de Jeferson.

Guilherme Romão cruzou, Matheus Anjos dominou e soltou a bomba para defesa de João Ricardo. O rebote caiu nos pés de Jeferson, que pegou de primeira e estufou as redes. O terceiro gol tricolor abateu totalmente a Chapecoense, que não mostrava forças para reagir.

JEFERSON FEZ  FESTA PELA TERCEIRA VEZ
JEFERSON FEZ FESTA PELA TERCEIRA VEZ

O gol de honra do time catarinense quase foi marcado por Felipe Garcia, mas a cabeçada explodiu no travessão.

Depois disso, a partida ficou morosa, com Botafogo e Chapecoense apenas esperando o apito final.

PRÓXIMOS JOGOS
Os dois times voltam a campo na próxima terça-feira, pela 34ª rodada. O Botafogo recebe o Sampaio Corrêa, às 19h15, no Santa Cruz, em Ribeirão Preto, enquanto a Chapecoense enfrenta o Figueirense, às 21h30, na Arena Condá, em Chapecó.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
33ª rodada
Data
09/01/2021
Horário
21h00
Local
Santa Cruz - Ribeirão Preto (SP)
Árbitro
Denis da Silva Ribeiro Serafim (AL)

Assistentes
Esdras Mariano de Lima Albuquerque (AL) e Brigida Cirilo Ferreira (AL)

Cartões Amarelos
Botafogo-SP: Val, Victor Bolt
Chapecoense-SC: Anselmo Ramon, Bruno Silva

Gols
Botafogo-SP: Jeferson 18' 1T, Jeferson 19' 1T, Jeferson 14' 2T
Botafogo-SP
Igor;
Raniele, Robson, Walisson Maia e Guilherme Romão (Martinelli);
Val (Caetano), Victor Bolt, Jeferson (Cássio Ortega) e Matheus Anjos (Bady);
Michel Douglas e Ronald (Dudu Hatamoto)
Técnico: Moacir Júnior
Chapecoense-SC
João Ricardo;
Ezequiel (Alan Santos), Felipe Santana, Derlan e Matheus Ribeiro;
Anderson Leite, Willian Oliveira (Vini Locatelli) e Denner;
Mike (Felipe Garcia), Aylon (Bruno Silva) e Anselmo Ramon (Perotti).
Técnico: Umberto Louzer