Guarani 2 x 1 Botafogo-SP - Bugre vence de virada e chega a três jogos sem perder

O Botafogo, por outro lado, acumula três derrotas seguidas, e continua com 18 pontos, na 19ª e penúltima posição

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 20 (AFI) - Mesmo com gol sofrido nos primeiros minutos, o Guarani conseguiu manter a tranquilidade e superou o Botafogo-SP de virada, por 2 a 1, na noite desta sexta-feira. A partida foi realizada no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP), pela 22.ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B.

CLASSIFICAÇÃO

Assim, o Guarani chegou a três jogos de invencibilidade, sendo duas vitórias e um empate. Com 28 pontos, o time está em 13º lugar. O Botafogo, por outro lado, acumula três derrotas seguidas, e continua com 18 pontos, na 19ª e penúltima posição.


A partida foi transmitida pela Rádio Futebol Interior, com narração de Gustavo Marques, comentários de Tiago Caetano e reportagem de Albert Cavalcanti.


Espaço incorporado por HTML (embed)

GOL LOGO NO COMEÇO

Mesmo fora de casa, o Botafogo adiantou sua marcação para pressionar a saída de bola do Guarani e conseguiu abrir o placar logo aos três minutos. Ronald recebeu na direita e fez bom cruzamento na segunda trave. Rafinha aparece bem, se adiantando à marcação e completou de cabeça no contrapé do goleiro Gabriel Mesquita.

Apesar de certo controle do Guarani, foi o Botafogo que assustou novamente em dois lances praticamente seguidos, aos sete minutos. Primeiro, com chute perigoso de Bady, da entrada, da área, que contou com desvio. No outro, Wellington Tanque completou cruzamento e exigiu grande defesa do goleiro do Guarani.

Foto: Thomaz Marostegan/Guarani FC
Foto: Thomaz Marostegan/Guarani FC
Foto: Thomaz Marostegan/Guarani FC

FLECHADA!

Quando chegou, porém, o Guarani foi efetivo. Depois de cruzamento da esquerda, o setor defensivo do Botafogo tentou tirar, mas a bola ficou com Pablo, na direita. Ele invadiu a área e chutou forte e cruzado, contando com leve desvio no marcador para empatar o placar.

Ainda no primeiro tempo, o Botafogo criou grande chance em rápido contra-ataque. Rafinha deu grande passe para Ronald, que chutou por cima. O Guarani também chegou com perigo em boa jogada de Pablo, que tocou para a meia-lua. Murilo Rangel chutou de primeira e exigiu boa defesa do goleiro Darley, pois a bola pingou bem em sua frente.

VIRADA NO SEGUNDO TEMPO

A primeira parte do segundo tempo foi mais cadenciada, com o Guarani tentando furar a boa marcação adversária.

Aos 20 minutos, após chute de fora da área e boa defesa do goleiro do Botafogo, Júnior Todinho estava atento no rebote e chutou no alto para colocar o time de Campinas à frente do placar.

Apesar do gol, a partida continuou calma no segundo tempo. Mais tranquilo, o Guarani administrou bem a vantagem e não se arriscou tanto ao ataque. Já o Botafogo não conseguiu criar boas jogadas para buscar o empate.

Ao final do jogo, porém, houve uma reclamação geral dos botafoguenses em cima do árbitro, que levou uma rasteira e foi empurrado, resultando na expulsão de Wellington Tanque, do Botafogo. Agora resta saber como isso vai ser relatado na súmula.

PRÓXIMOS JOGOS

Os dois times voltam a campo já no início da próxima semana pela 23.ª rodada . Na segunda-feira, às 20h, o Botafogo recebe o Avaí, no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP). Na terça-feira, às 16h30, o Guarani vai até Curitiba (PR), onde enfrenta o Paraná, no Estádio Durival Britto.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
22ª rodada
Data
20/11/2020
Horário
19h15
Local
Brinco de Ouro da Princesa - Campinas (SP)
Árbitro
Vinicius Gomes do Amaral (RS)

Assistentes
Daniel Paulo Ziolli (SP) e Tiago Augusto Kappes Diel (RS)

Cartões Amarelos
Guarani-SP: Bruno Sávio, Pablo , Bruno Silva
Botafogo-SP: Naldo, Robson, Wellington Tanque

Cartões Vermelhos
Botafogo-SP: Wellington Tanque
Gols
Guarani-SP: Pablo 16' 1T, Júnior Todinho 19' 2T
Botafogo-SP: Rafinha 3' 1T
Guarani-SP
Gabriel Mesquita;
Cristovam, Wálber, Romércio e Bidu;
Bruno Silva, Lucas Crispim (Rickson) e Murilo Rangel (Arthur Rezende);
Pablo (Giovanny), Bruno Sávio (Rafael Costa) e Júnior Todinho (Waguininho).
Técnico: Felipe Conceição
Botafogo-SP
Darley;
Jeferson, Robson, Jordan e Guilherme Romão (Gilson);
Naldo (Edson Júnior), Elicarlos e Bady (Matheus Anjos);
Ronald (Matheus Alessandro), Wellington Tanque e Rafinha (Dudu).
Técnico: Claudinei Oliveira