Gol impedido, "pênalti" fora da área... Sem VAR, jogo da Série B tem lances estranhos

Dois dos três gols do Juventude na vitória, por 3 a 1, sobre o Confiança foram polêmicos

por Agência Futebol Interior

Caxias do Sul, RS, 08 (AFI) - Desta vez não tinha neblina, mas fatos estranhos aconteceram em Caxias do Sul no Alfredo Jaconi nesta terça-feira, na abertura da nona rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Dois dos três gols do Juventude na vitória, por 3 a 1, sobre o Confiança foram polêmicos. Na Série B, não tem VAR da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Os sergipanos, mesmo com sete jogadores com Covid-19, além do técnico Matheus Costa, virou o primeiro tempo na frente por 1 a 0. No segundo tempo, porém, o Juventude conseguiu a vitória. Mas o gol de empate e o último tento chamaram a atenção.

Dalberto, aos 22, acertou a trave e pegou o rebote, cruzando para Breno Lopes, em clara posição de impedimento, desviar para o fundo do barbante. Breno Lopes estava à frente do zagueiro e só tinha o goleiro entre ele e o gol.

Impedimento? Nada foi marcado. (Foto: Reprodução / Sportv)
Impedimento? Nada foi marcado. (Foto: Reprodução / Sportv)

PÊNALTI?
A arbitragem paranaense teve no apito Leonardo Ferreira Lima e nas bandeiras Luiz H. Souza Santos Renesto e João Fábio Machado Brischiliari. Nada, porém, foi marcado. O outro lance polêmico ocorreu já nos acréscimos.

No 'apagar das luzes', Capixaba foi derrubado fora da área, mas a arbitragem assinalou pênalti. Renato Cajá foi para a cobrança, converteu e deu números finais.

Os gaúchos subiram para o terceiro lugar, com 15, em nove confrontos. Já os sergipanos ficam na 15.ª colocação, com sete pontos em oito jogos. "Causos" do Jaconi sem neblina.